Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Prefeitura de SP lança app de transporte para concorrer com Uber e 99

    MobizapSP ainda não realiza viagens, mas administração municipal antecipou que app não terá tarifa dinâmica e taxa aos motoristas será de 10,95%

    MobizapSP: aplicativo já está disponível para iOS e Android, mas ainda não há previsão de quando será possível realizar as viagens
    MobizapSP: aplicativo já está disponível para iOS e Android, mas ainda não há previsão de quando será possível realizar as viagens Pexels

    Sofia Kercherda CNN*

    em São Paulo

    A Prefeitura de São Paulo anunciou o lançamento de um aplicativo de transporte individual nesta quinta-feira (9). O MobizapSP contará com motoristas autônomos e será administrado pela gestão pública, que entra no mercado para concorrer com Uber e 99.

    O aplicativo já está disponível para iOS e Android, mas ainda não há previsão de quando será possível realizar as viagens. Será necessário que a plataforma tenha um número mínimo de 10 mil a 12 mil motoristas para iniciar a operação, afirmou à CNN a gestão municipal.

    Em relação ao preço das corridas, a prefeitura afirmou que o valor da tarifa por quilômetro rodado e tempo de viagem ainda está em estudo. O diferencial é que o MobizapSP não terá tarifa dinâmica, o que, segundo a prefeitura, pode tornar os preços mais baratos durante horários de pico.

    Em relação aos motoristas, o órgão informou que a taxa de administração cobrada para operar a plataforma é de 10,95%. Ou seja, o motorista deve receber 89,05% do valor pago pelo passageiro.

    A CNN solicitou à Uber e à 99 o valor cobrado de taxa de administração, mas até a publicação desta matéria, não houve resposta. O texto será atualizado quando as empresas retornarem.

    O MobizapSP é voltado apenas para as viagens que tenham como partida vias na cidade de São Paulo. O destino varia de acordo com cada cliente, que pode ser em outras cidades. As corridas podem ser pagas com dinheiro, cartões de crédito, débito e crédito no aplicativo.

    Iniciativa de longa data

    Esta não é a primeira vez que a prefeitura paulistana entra no ramo dos aplicativos de transporte. Em 2018, o então prefeito João Doria lançou o SPTáxi, que buscava tornar os taxistas mais competitivos frente aos demais apps. Apesar de ainda existir, a plataforma não teve a adesão esperada.

    A nova proposta da gestão Ricardo Nunes (MDB) é de que o MobizapSP melhore as condições de acessibilidade e mobilidade urbana, entregando maior remuneração aos motoristas e preço justo aos passageiros, alega a prefeitura.

    Questionada sobre as funções de segurança, a prefeitura afirmou que o aplicativo prevê a produção de uma selfie de usuários e motoristas no momento do cadastro e já está em discussão a presença de um botão de pânico, que aciona diretamente a Polícia Militar.

    O serviço não tem previsão de aplicar taxa por cancelamento de corrida.

    *Sob supervisão de Ana Carolina Nunes