Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Rede de perfis falsos tem quase 500 contas criadas em mídias sociais, diz Psafe

    Entre os possíveis prejuízos causados às vítimas estão o furto de perfis nas redes sociais, clonagem de cartões de crédito e até empréstimos em nome da vítima

    Foto: d3sign / Getty Images

    Do CNN Business

    A empresa de cibersegurança PSafe identificou na semana passada uma rede de perfis falsos com quase 500 contas criadas no Twitter, Facebook, TikTok e Instagram, com mais de 654 mil seguidores e 2.5 milhões de curtidas.

    A descoberta revelou que o objetivo era a aplicação de golpes utilizando plataformas de streaming com uma base de usuários considerável, como Netflix, Amazon Prime Video e Disney Plus.

    Por meio das páginas na internet, os cibercriminosos oferecem falsamente assinaturas gratuitas nessas plataformas de streaming, mediante cadastro em um site falso, criado para captação de informações pessoais e disseminação de malwares.

    “As mensagens de phishings podem chegar via SMS, aplicativos de mensagem ou e-mail. Ao clicar, a vítima é direcionada para um site falso, onde há um formulário de cadastro para que a vítima receba o código da suposta assinatura grátis”, afirmou Emilio Simoni, executivo-chefe de segurança da PSafe.

    “Porém, as informações fornecidas pela vítima nesse falso cadastro serão utilizadas posteriormente para aplicar novos golpes”, acrescentou.

    A PSafe informou que entre os possíveis prejuízos causados às vítimas estão o furto de perfis nas redes sociais, clonagem de cartões de crédito, e até empréstimos em nome da vítima.

    “As páginas pedem dados pessoais como nome, CPF, endereço, número de telefone e podem até pedir dados de cartão de crédito ou conta bancária. De posse desses dados, os cibercriminosos podem, por exemplo, se passar pela vítima em um aplicativo de mensagens pedindo dinheiro ou acessar redes sociais, dando golpes nos contatos dessas vítimas”, concluiu Simoni.