Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Rússia ainda não está satisfeita com acordo de grãos do Mar Negro, diz governo russo

    País ameaçou desistir do acordo em julho se as demandas para melhorar suas próprias exportações forem atendidas

    Reuters

    A Rússia ainda não está satisfeita com a forma como o acordo de grãos do Mar Negro está sendo implementado, disse o vice-ministro das Relações Exteriores, Sergei Vershinin, neste sábado (10), depois de se reunir com autoridades comerciais da ONU no dia anterior, informou a agência de notícias TASS.

    A Rússia ameaçou desistir do acordo de grãos em 17 de julho se as demandas para melhorar suas próprias exportações de alimentos e fertilizantes não forem atendidas.

    O acordo, fechado em julho do ano passado, facilita a “navegação segura” de grãos, alimentos e fertilizantes – incluindo amônia – para exportação para os mercados globais.

    “Não podemos estar satisfeitos com a forma como este memorando está sendo implementado”, disse Vershinin. “As barreiras para nossas exportações permanecem.”

    Embora as exportações russas de alimentos e fertilizantes não estejam sujeitas a sanções ocidentais, Moscou diz que as restrições a pagamentos, logística e seguro representam uma barreira aos embarques.

    O embaixador da Rússia na Turquia disse na sexta-feira que, apesar das consultas em andamento com as Nações Unidas sobre o acordo de grãos, não há motivos para estendê-lo, informou a agência de notícias RIA.