Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    “Agressor feriu covardemente ator por ter sido exposto como homossexual”, diz delegado

    Polícia afirma que agressão ao ator Victor Menyel se trata de um caso de homofobia

    Ator Victor Meyniel
    Ator Victor Meyniel Reprodução/ Instagram

    Rachel Amorimda CNN

    no Rio de Janeiro

    A Polícia Civil do Rio de Janeiro começou a ouvir testemunhas e a buscar mais imagens de câmeras de segurança para esclarecer a agressão ao ator Victor Meyniel, que ocorreu no sábado (2), em Copacabana, na zona sul da cidade.

    Yuri Moura Alexandre foi preso em flagrante e encaminhado para a cadeia de Benfica, na zona norte do Rio. O agressor passa nesta segunda-feira (4) por audiência de custódia. Segundo o delegado João Valentim, foi solicitada a conversão da prisão em flagrante para preventiva.

    Veja também: Agressor vai passar por audiência no RJ nesta segunda (4)

    O delegado João Valentim disse que não há dúvidas de que Victor foi vítima de agressão ao ator Victor Meyniel.

    “Trata-se de um típico caso de homofobia em que o agressor acabou agredindo covardemente o Victor por ter sido exposto como homossexual ou bissexual”, disse o delegado.

    De acordo com as investigações, Victor e Yuri se conheceram na boate Fosfobox, em Copacabana, e depois seguiram para o apartamento do agressor.

    Em entrevista à imprensa, a advogada do ator, Maíra Fernandes, disse que os dois estavam bem, mas com a chegada de uma amiga de Yuri ao apartamento, seu comportamento mudou. Ele passou a ficar alterado.

    “No momento em que estavam Victor e Yuri, a mulher chega em casa e Yuri começa a ficar agressivo. Eles descem em dois elevadores distintos e se encontram na portaria. É aí que Victor pergunta o que aconteceu, se ninguém sabia que ele era gay. Foi isso que desencadeou a explosão de agressão”, disse a advogada.

    Imagens de câmeras de segurança mostram o ator caído no chão. Ele recebe uma sequência de socos no rosto. Ainda na gravação, o porteiro do prédio aparece assistindo a tudo sem esboçar reação ou tomar alguma atitude.

    Segundo a polícia, o porteiro foi autuado por omissão de socorro. Já Yuri Moura Alexandre foi autuado por lesão corporal, injúria por preconceito e falsidade ideológica.

    Victor Menyel ficou com ferimentos no rosto e passou por exame de corpo de delito. Nas redes sociais, ele agradeceu o apoio que vem recebendo.