Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    #CNNPop

    Blocos de Carnaval de SP pedem água grátis e flexibilidade à prefeitura

    Fórum de Blocos pede a criação de um gabinete de crise climática para o Carnaval de 2024

    Foliões se divertem em bloco de Carnaval paulistano
    Foliões se divertem em bloco de Carnaval paulistano Alexandre Pereira/Divulgação

    Caroline Apple

    Para reduzir os impactos das fortes ondas de calor que podem comprometer o andamento e a segurança da folia de Carnaval paulistana, mais de 35 blocos da cidade pedem à Prefeitura de São Paulo a implementação de uma série de medidas para garantir o bom andamento da festa.

    O Fórum de Blocos SP protocolou nesta terça-feira (23) uma carta de recomendações que fala sobre a distribuição gratuita de água, fiscalização do preço de venda da água, flexibilidade de datas e horários, caso necessário, coleta e destino adequado dos resíduos e a criação de um gabinete de crise para resolver rapidamente qualquer problema que foliões venham a enfrentar durante o período de Carnaval por conta de “eventos climáticos extremos”.

    “O Carnaval é um bem cultural que merece ser cuidado. Água potável, reciclagem e flexibilidade nos horários precisam estar no diálogo da prefeitura com os blocos. A arte faz parte do direito à cidade”, diz Anahi Asa do Bloco do Água Preta à CNN.

    “As águas vão rolar”

    Os blocos pedem pontos de acesso à água potável, mineral ou filtrada através de bebedouros, ilhas de hidratação ou distribuição de embalagens em garrafas para uso pessoal.

    A recomendação vale para todos os blocos de rua da cidade de São Paulo.

    O valor da água também está na mira do Fórum dos Blocos, que pede para a prefeitura acompanhar possíveis abusos no valor da venda de água.

    Novas datas e horários

    Na carta, a organização dos blocos alerta para os desafios que os foliões podem enfrentar diante do calor excessivo e das fortes chuvas.

    Entre as recomendações está, inclusive, o compromisso de disponibilizar novas datas para a realização dos eventos pré-Carnaval, Carnaval e pós-Carnaval que possam ser suspensos em caso de “eventos meteorológicos intensos”.

    Além da flexibilização das datas, os blocos também pedem a flexibilização dos horários, como atrasar a saída sem prejudicar o tempo do desfile, que poderá ser estendido.

    Reciclagem

    A produção do lixo é intensa durante o Carnaval, por isso, os blocos pedem que a lei estadual sobre o gerenciamento de resíduos durante eventos públicos e privados seja cumprida, oferecendo estrutura e sinalização para os foliões fazerem o descarte correto.