Cancelada em Munique, Oktoberfest ainda está de pé em SP e Blumenau

“Nós estamos estudando todas as possibilidades de realização da festa, garantindo a segurança dos visitantes", afirmou a assessora Júlia Schefer

Oktoberfest em Blumenau, interior do estado de Santa Catarina, em 10 de outubro de 2019.
Oktoberfest em Blumenau, interior do estado de Santa Catarina, em 10 de outubro de 2019. Foto: Daniel Zimmerman/Divulgação

Bruna Gavioli

da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

A maior festa da cerveja do mundo, a Oktoberfest de Munique, na Alemanha, foi cancelada por autoridades que avaliaram que o “risco era alto demais” por causa da pandemia do novo coronavírus. O evento tem um público médio de 6 milhões de pessoas e estava marcado para 19 de setembro e 4 de outubro. 

A organização da maior Oktoberfest do Brasil, em Blumenau, afirmou que a venda de ingressos ainda não foi iniciada e se posicionará até o fim da primeira quinzena de maio sobre a realização ou não do evento. A organização afirmou que estão sendo avaliadas as possibilidades para realizar a festa durante o mês de outubro com segurança.

Em Blumenau, a festa emprega cerca de 3 mil pessoas, que trabalham nas lojas de souvenir, atendimento ao cliente, caixas, cervejarias, restaurantes, executam serviços de limpeza e segurança. São cerca de 60 setores da economia beneficiados pela tradicional festa da cerveja. Não é só uma festa, é oportunidade de trabalho e renda para milhares de pessoas de toda a região. Estimativa da organização aponta que o evento possibilita incremento de cerca de R$ 240 milhões na economia local.

Leia também:

Pandemia de coronavírus cancela Oktoberfest 2020 na Alemanha

Já na capital paulista, a São Paulo Oktoberfest ocorre entre 17 de setembro e 4 de outubro e gera cerca de 2 mil empregos diretos e indiretos. A assessoria do evento informou que até o momento, foram vendidos 15 mil ingressos e o evento não será cancelado, pois a organização “se mantém atenta a todas as recomendações e orientações dos órgãos e autoridades de saúde e, a princípio, a data está mantida”. A organização afirmou ainda que aguarda o anúncio das novas regras de governo de São Paulo, no próximo dia 11 de maio  para avaliar a necessidade de modificação da data.

A 36ª edição da Oktoberfest de Santa Cruz do Sul será realizada entre 7 e 18 de outubro, no Rio Grande do Sul. O presidente da Associação de Entidades Empresariais de Santa Cruz do Sul (Assemp), Léo Schwingel, responsável pela organização do evento em conjunto com a Prefeitura de Santa Cruz do Sul, explicou que a venda de ingressos não foi iniciada mas as datas seguem mantidas. No entanto, não está descartada a transferência de data, de acordo com a evolução da pandemia da COVID-19. 

Anualmente, a segunda maior festa da cerveja do país recebe 350 mil pessoas, conta com aproximadamente 3 mil voluntários não remunerados e 2 mil empregados nas áreas de segurança, limpeza, alimentação e montagem e desmontagem das estruturas, além de centenas de músicos e seus colaboradores. A rede hoteleira, assim como bares e restaurantes são muito beneficiados com a realização anual do evento na cidade.

Mais Recentes da CNN