Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    #CNNPop

    Carnaval 2024: conheça os sambas das escolas do Grupo Especial de SP

    Catorze escolas disputarão o título de campeã do Carnaval de 2024 com enredos que vão desde Fafá de Belém até o ex-jogador de futebol Adriano Imperador

    Mocidade Alegre foi a campeã do Carnaval 2023 em São Paulo
    Mocidade Alegre foi a campeã do Carnaval 2023 em São Paulo ALICE VERGUEIRO/ESTADÃO CONTEÚDO

    Flávio Ismerimda CNN

    São Paulo

    Os sambas-enredo das escolas de samba do Grupo Especial de São Paulo para o Carnaval de 2024 foi lançado nesta sexta-feira (24) nas plataformas digitais.

    Além dos sambas que vão embalar os desfiles da elite da folia paulistana, também estão no CD as obras das agremiações das outras duas divisões administradas pela Liga Independente das Escolas de Samba de São Paulo (Liga-SP): o Grupo de Acesso 1 e o Grupo de Acesso 2.

    A capa do CD é tradicionalmente ocupada pela escola campeã do carnaval anterior. E, em 2023, foi a Mocidade Alegre quem levantou o caneco com o enredo “Yasuke”.

    Para vencer, a escola do bairro do Limão contou a saga do primeiro samurai negro da história e fez um paralelo trajetória dele com a dos jovens negros das periferias do Brasil. Na pista, a Mocidade afirmou “que todo preto pode ser o que quiser” e conquistou seu décimo primeiro título.

    Mas quais enredos serão levados para o Anhembi em 2024? A CNN fez um levantamento e te apresenta a lista completa abaixo:

    Mocidade Alegre

    Na busca pelo décimo segundo caneco, a escola do bairro do Limão, na zona norte de São Paulo escolheu o enredo “Brasiléia Desvairada”, assinado pelo carnavalesco Jorge Silveira.

    A ideia é percorrer o Brasil através das viagens que o escritor modernista Mário de Andrade fez, rever a identidade do Brasil e celebrar a cultura popular brasileira.

    Mancha Verde

    A Mancha Verde, vice-campeã de 2023, aposta na agricultura para buscar o tricampeonato. Com o enredo “Do nosso solo para o mundo”, a escola da Barra Funda, na zona oeste da capital paulistana, promete retratar a relação do homem do campo com a sua terra, a agricultura familiar e sustentável e o combate à fome e à miséria no mundo.

    O enredo leva assinatura do carnavalesco André Machado, que chegou na escola para o carnaval de 2023.

    Império de Casa Verde

    Fafá de Belém é o enredo da tricampeã do carnaval paulistano Império de Casa Verde. A escola da zona norte de São Paulo cantará “Fafá, a Cabocla Mística em rituais da Floresta”, com a assinatura do carnavalesco Leandro Barboza.

    O tigre guerreiro promete mostrar os diversos encantamentos em torno da figura mítica de Fafá. A ideia é apresentar sua relação com a Amazônia, a cultura do Norte, a fé, a política e a música.

    Acadêmicos do Tatuapé

    Bicampeão do carnaval paulistano, o Tatuapé vai levar pro Anhembi o enredo “Mata de São João — Uma joia da Bahia, símbolo de preservação! Entre cantos e tambores. Viva a Mata de São João!”.

    A escola da zona leste paulistana vai retratar a cidade de Mata de São João, na Bahia, mostrando a história, as manifestações culturais, a culinária e os costumes do município.

    Dragões da Real

    Em busca do seu primeiro título, a Dragões da Real terá o enredo “África — Uma constelação de reis e rainhas”. Com assinatura do multicampeão Jorge Freitas, a escola da Vila Anastácio, na zona oeste de São Paulo, promete apresentar narrativas de grandes reis e rainhas do continente africano.

    Tom Maior

    Com a assinatura do carnavalesco Flávio Campello, a Tom Maior desfilará em 2024 com o enredo “Aysú – uma história de amor”.

    A vermelho e amarelo vai em busca do título inédito cantando uma releitura da clássica história do amor entre Orfeu e Eurídice em uma versão indígena.

    Independente Tricolor

    A sétima colocada de 2023, Independente Tricolor, terá “Agojie, A Lâmina da liberdade!” como enredo. A agremiação da zona norte de São Paulo vai contar a história do exército de mulheres guerreiras que defenderam o reino de Daomé, na África.

    O carnavalesco Amauri Santos promete fazer uma ponte entre as Agojies e as mulheres negras da atualidade, “que de identificam e se empoderam, lutando contra toda e qualquer dominação, externando seu ímpeto e empunhando sempre a lança da liberdade”.

    Águia de Ouro

    Oitava colocada de 2023, a Águia de Ouro vai contar a história do rádio no Brasil celebrando os 100 anos da primeira transmissão feita no país, que aconteceu no dia 7 de setembro de 2022.

    O carnavalesco Victor Santos, que retorna à escola, lidera o projeto, que promete mostrar momentos icônicos do rádio brasileiro como a Copa do Mundo de 1958, a Segunda Guerra Mundial e as novelas. O desfile terminará com uma homenagem ao radialista Eli Corrêa.

    Gaviões da Fiel

    Os Gaviões da Fiel usaram um trecho do seu samba mais conhecido (“Coisa boa é para sempre”, de 1995) e criaram o enredo Vou Te Levar Pro Infitino”.

    A tradicional escola da torcida do Corinthians propõe uma viagem aos diferentes “infinitos” numa nave espacial comandada por arlequins e colombinas de outra dimensão.

    Barroca Zona Sul

    Também em busca do título inédito, a Barroca Zona Sul, que ficou com a décima colocação em 2023, escolheu homenagear seus 50 anos de história.

    Com o enredo “Nós nascemos e crescemos no meio de gente bamba. Por isso nós somos a Faculdade do Samba. 50 anos de Barroca Zona Sul”, a escola do bairro do Jabaquara promete mostrar a sua fundação, sua relação com a madrinha Mangueira, seus desfiles históricos na avenida Tiradentes e a retomada que a trouxe de volta ao Grupo Especial, onde está desde 2020.

    Acadêmicos do Tucuruvi

    Após ficar com a décima primeira colocação no Carnaval passado, a Tucuruvi escolheu o enredo “Ifá” para 2024.

    A escola da zona norte paulistana promete contar a história dessa religião e filosofia que nasceu em Ilê Ifé, na Nigéria, e encontrou no Brasil a sua morada.

    “Entendendo a importância das matrizes africanas para a construção de nossa cultura — do próprio samba! — nossa escola também soltará um grito por respeito às nossas raízes, pois, afinal, a cultura negra deve ser respeitada”, afirmou a escola em texto divulgado no anúncio do enredo.

    Rosas de Ouro

    Tradicional escola da Freguesia do Ó, na zona norte de São Paulo, a Rosas de Ouro cantará o Parque Ibirapuera no carnaval de 2024.

    A agremiação, que conquistou apenas a décima segunda colocação em 2023, contará novamente com o carnavalesco Paulo Menezes para desenvolver o enredo “IBIRA 70”, que promete falar da história e da importância do parque para a capital paulista.

    Vai-Vai

    “Capítulo 4, Versículo 3 – Da Rua e do Povo, o Hip Hop: Um Manifesto Paulistano”, é o enredo da maior campeã do carnaval paulistano, o Vai-Vai. Em busca do décimo sexto título, a escola da Bela Vista mostrará a rua como espaço de disputa e de arte na cidade de São Paulo e celebrar os 40 anos da cultura Hip Hop no Brasil.

    O Vai-Vai volta ao Grupo Especial em 2024 após conquistar o Grupo de Acesso 1 em 2023. O desfile será assinado pelo supercampeão Sidnei França e promete mostrar o povo da rua e as manifestações culturais periféricas paulistanas, levando no nome do enredo o título de uma música dos Racionais MC, “Capítulo 4, versículo 3”.

    Camisa Verde e Branco

    Após 10 anos no Grupo de Acesso 1, volta ao Grupo Especial uma das escolas mais tradicionais de São Paulo: o Camisa Verde e Branco. Dona de nove títulos, a escola da Barra Funda prestará uma homenagem ao ex-jogador de futebol Adriano Imperador em 2024.

    Com a assinatura do carnavalesco Renan Ribeiro, o Camisa terá como enredo “Adenla, o Imperador nas terras do Rei”, que parte do orixá Oxóssi e chega ao ex-jogador.

    Ordem de desfile

    Sexta (09/02)

    1. Camisa Verde e Branco
    2. Barroca Zona Sul
    3. Dragões da Real
    4. Independente Tricolor
    5. Acadêmicos do Tatuapé
    6. Mancha Verde
    7. Rosas de Ouro

    Sábado (10/02)

    1. Vai-Vai
    2. Tom Maior
    3. Mocidade Alegre
    4. Gaviões da Fiel
    5. Águia de Ouro
    6. Império de Casa Verde
    7. Acadêmicos do Tucuruvi

    A ordem do Desfile das Campeãs só será conhecida após a apuração, que acontecerá no dia 13 de fevereiro.