Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    #CNNPop

    Ex-esposa e famosos lamentam morte do ator e diretor Paulo César Pereio

    Aos 83 anos, ator residia no Retiro dos Artistas e lutava contra uma doença hepática em estágio avançado

    Paulo César Pereio, ator e diretor brasileiro
    Paulo César Pereio, ator e diretor brasileiro Fabio Mota/Estadão Conteúdo

    Da CNN

    Um dos principais nomes do cinema brasileiro, Paulo César Pereio morreu no último domingo (12), aos 83 anos, no Rio de Janeiro. Ele tratava uma doença hepática em estágio avançado.

    O velório será na terça-feira (14), de 10h às 15h, na Estação Net Rio, na capital fluminense. Já o sepultamento está marcado para ocorrer às 16h30.

    A informação da morte foi confirmada pelo também ator Stepan Nercessian, que administra o Retiro dos Artistas, onde Pereio morava desde 2020. Em publicação no seu perfil no Instagram, Nercessian escreveu: “Adeus Pereio. Te amo. Sempre”.

    A ex-esposa de Pareio e também atriz Cissa Guimarães lamentou a morte do pai de seus filhos. Eles foram casados entre 1976 e 1990.

    “Brilhe, como sempre, nos palcos e telas do céu para que todos sejamos abençoados pelo seu talento, sua verdade e sua coragem”, escreveu em publicação no Instagram, onde também chamou Pereio de “grande amor da minha vida”. “Eu era uma menina e você me mostrou o mundo e o nosso amor pelo nosso ofício”, lembrou.

    Quem também lamentou a morte do ator foi a cantora Fafa de Belém. Ela publicou uma homenagem no Instagram, onde escreveu: “Pereio morreu! Meu amigo querido. A irreverência, a inteligência, o humor cáustico, o ator fabuloso, o amigo… PQP, como ta ficando difícil… Vá na luz, meu amigo. Minhas condolências, Cissa, João e Thomaz.”

    A atriz Lúcia Veríssimo também homenageou Pareio nas redes sociais. Ela o chamou de “gênio”, “louco pela arte” e “voz única em entonação”.

    Paulo César Pereio nasceu em Alegrete (RS), em 19 de outubro de 1940. Ele atuou em mais de 60 filmes, além de ao menos uma dezena de novelas. Começou a carreira no cinema em 1964, no longa “Os Fuzis”, dirigido por Ruy Guerra.

    Visto como rebelde, o ator e diretor foi um defensor da liberdade de expressão e da crítica social. Marcado em filmes de pornochanchada, o ator também foi um dos principais representantes do Cinema Novo, um movimento cinematográfico brasileiro que surgiu nos anos 1960 e que buscou criar um cinema mais realista e crítico em relação à sociedade brasileira.

    Pereio vivia no Retiro dos Artistas, em Jacarepaguá, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, desde o início da pandemia da Covid-19.  Cissa já havia visitado o ex-marido em algumas ocasiões.

    O sobrenome “Pereio” vem de um apelido de infância por causa da forma de andar.

    Ele tinha uma doença hepática em estágio avançado e foi internado em um hospital da Barra da Tijuca já em estado grave, e não resistiu.