Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    #CNNPop

    Fã conta como realizou o sonho de ganhar o violão de Chris Martin, do Coldplay

    O professor universitário Felipe Schadt esteve na grade dos 11 shows no Brasil que a banda fez; na última apresentação, o vocalista Chris Martin o presenteou

    Coldplay App/Reprodução

    Isabela Gadelhada CNN

    Muitos fãs se esforçam para conseguir um lugar na grade do show de um artista que amam. No caso do professor universitário Felipe Schadt, 34 anos, ele fez isso 11 vezes, nos shows da banda Coldplay em São Paulo, Rio de Janeiro e Curitiba.

    Natural de Jundiaí (SP), Schadt tinha um objetivo: conseguir de presente o violão de Chris Martin, vocalista da banda. Para isso, fez um cartaz escrito: “Chris, eu vim de Marte. Me dá a sua guitarra?”.

    “Esse álbum novo e essa turnê têm como tema o universo, outros planetas, galáxias, alienígenas. Aí eu brinquei com isso e assumi esse personagem que veio de Marte para pedir o violão”, explicou à CNN.

    A decisão de ir nos 11 shows aconteceu sem querer. Quanto mais shows a banda confirmava, ele comprava.

    “Sabe aquela coisa de quem vai em um vai em dois, quem vai em dois vai em três? Fui fazendo isso e de repente comecei a tomar aquilo como um desafio pessoal: eu vou em todos os shows do Coldplay no Brasil.”.

    Segundo o professor, desde o primeiro show o cantor já interagiu com ele, apesar do presente ter sido dado apenas na última apresentação, que aconteceu na terça-feira (28).

    Como estava sempre na grade em todos os shows, se tornou um rosto conhecido da banda e toda a equipe. Por isso, as interações só aumentavam: “Ele apontava para mim, cantava para mim, me chamava de ‘my brother’ [meu irmão, em inglês]”, contou.

    Nesta última apresentação no Brasil, Chris Martin ao caminhar pela passarela enquanto terminava a canção Yellow, passou pelo fã e o cumprimentou com um soquinho em cada mão.

    “Ele toca a música e sempre, no final, corre toda a passarela, faz o acorde final lá, deixa o violão e volta pro palco principal pra nova música que vai cantar”, descreve. “Dessa vez foi diferente. Ele foi até o final da passarela, fez o acorde final, mas não deixou o violão, trouxe consigo”.

    Mas Martin não conseguiu tirar a correia do violão para entregá-lo: “O que entendi foi que ele ia tirar porque tinha um transmissor que eles usam para transmitir o áudio do violão para a mesa de som, não poderia me entregar com aquilo, e não conseguiu tirar”, disse.

    De volta ao palco, o vocalista entregou o instrumento para um roadie e apontou para Felipe. Depois de alguns minutos, o profissional entregou o violão dentro de uma case.

    “Foi muito especial o que ele fez, da maneira que ele fez, e a preocupação que ele teve em presentear um fã”, elogiou.

    / Coldplay App/Reprodução

    Presente do U2

    O violão de Chris Martin vai se tornar uma memorabilia, diz o professor. “Vai se unir ao óculos do Bono, vocalista do U2, que eu também tenho”, relatou.

    Felipe também é fã da banda irlandesa e, em 2017, esteve na grade dos três shows no Brasil. No terceiro, o vocalista tirou os óculos durante a música One e entregou em sua mão.

    “O violão vai ficar junto com o óculos agora na parede da minha sala onde tem meu piano e as minhas memórias dos shows que eu fui, das aventuras que faço em relação aos meus ídolos da música”.

    Faria de novo?

    “Eu não sei se faria”, lamenta. “Acho que já sou um fã privilegiado o bastante por ter feito isso com o U2 e conseguido o óculos do Bono, ter feito com o Coldplay e conseguido o violão do Chris Martin”.

    Ir em todos os shows e ficar na grade vem com sacrifícios. “É muito cansativo, é muito desgastante. Meu corpo está cansado e minha imunidade está muito baixa porque você não come direito, não dorme direito. Mas vontade não falta”, confessa.

     

    Mais Recentes da CNN

    Mais Recentes da CNN