Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    #CNNPop

    Gato apocalíptico deixa tutora desesperada durante pós-operatório e viraliza

    "Nunca tive um gato tão atentado quanto esse não. Precisei aumentar o número de terapias semanalmente, mas deu certo", disse tutora em vídeo

    Marquinhos precisou operar algumas fraturas após ser resgatado
    Marquinhos precisou operar algumas fraturas após ser resgatado Divulgação / Andreza Ferreira (arquivo pessoal)

    Bruna Rioscolaboração para a CNN

    São Paulo

    Apelidado de “Relâmpago Marquinhos”, um gatinho rebelde ganhou mais de 1.5 milhão de visualizações graças ao seu temperamento após sair de uma cirurgia complicada.

    No vídeo, publicado em junho, mas que ainda viraliza, a estudante de veterinária Andreza Ferreira, relata sua surpresa ao ver que o filhote de apenas seis meses é tão levado. Após 24h de cirurgia, o gato já corria pela casa, mesmo após médico veterinário ter recomendado repouso.

    “Eu nunca tive um gato tão atentado quanto esse. Ele foi resgatado com uma fratura horrível, teve que colocar fixadores externos nas patinhas. Mas o pós-cirúrgico desse gato tem sido coisa de louco”, diz a estudante no vídeo.

    No vídeo, Andreza conta que preferiu colocá-lo na gaiola para ele não se machucar. “Quando eu solto, bate logo o desespero porque o gato quer aprontar de todo jeito”, falou. “Ele deveria andar direitinho, mas do nada começa a correr, surtar e endoidar”, brincou.

    @gatosdoquarto

    Aguento não 🥲🥲

    ♬ som original – Andreza

    Em entrevista à CNN, Andreza explicou que ele foi um dos gatinhos salvos no projeto “Gatos do Quarto”, em Recife.

    “Ele chegou com várias fraturas no membro pélvico direito. Fizemos campanhas de doação e conseguimos fazer a cirurgia dele, na Unidade Veterinária Setúbal, em Recife. Estava previsto para retirar os fixadores com 60 dias, mas quando fizemos um novo raio-x, não estava totalmente cicatrizado ainda, e o cirurgião ortopedista pediu mais 30 dias”, explicou.

    Para a alegria de Andreza, “Relâmpago Marquinhos” continua tão calmo quanto um furacão. “Nesses dois meses, a minha pressão subiu cinquenta e sete vezes”, falou em outro vídeo.

    “Perdi metade de todos os cabelos que eu tinha na cabeça, precisei aumentar o número de terapias feitas semanalmente, mas deu certo. A recuperação dele foi um espetáculo”, comemorou.

    Andreza disse à CNN, que o felino permanece no projeto. “Continua muito atentado, mas se recuperando super bem. Anda normalmente, corre, brinca, faz muita arte. Depois da total recuperação, ele estará disponível para adoção”, avisou.

    Nas redes sociais, Marquinhos, nome original do gatinho, conquistou o coração dos seguidores. “Um dos gatos mais atentados que eu já vi”, disseram. “Jesus amado, que apocalíptico”, “Eita como é tranquilo, amando a evolução dessa cria”, escreveram.