Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    “Harry e Meghan” é o documentário com melhor estreia na história da Netflix

    Primeiro volume da série já acumula 81,5 milhões de horas assitidas; segunda parte chega dia 15 de dezembro

    Foto de arquivo do casal
    Foto de arquivo do casal Divulgação/Netflix

    Marina Toledoda CNN

    em São Paulo

    A série sobre um dos casais mais comentados no mundo, “Harry e Meghan”, teve a melhor estreia para um documentário na história da Netflix.

    O primeiro volume da produção, que conta com três episódios e chegou à plataforma no dia 8 de dezembro, já acumulou 81,5 milhões de horas assistidas. A segunda parte estreia nesta quinta-feita (15).

    Anunciada como um “evento global”, a série documental está no Top 10 da Netflix em 85 países.

    Em seis episódios, a produção explora o relacionamento do duque e da duquesa de Sussex: do início secreto do namoro aos desafios que os fizeram sentir necessidade de se afastar de suas funções reais.

    om depoimentos inéditos de amigos e familiares, além de análises de historiadores sobre o estado atual da Commonwealth e o relacionamento da família real britânica com a imprensa, a série não só mostra o amor de um casal, mas retrata a sociedade e o modo como o próximo é tratado.

    A produção é da diretora duas vezes indicada ao Oscar e ganhadora do Emmy Liz Garbus (“What Happened, Miss Simone”).