Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    #CNNPop

    “Nunca deixei de amar Elvis”, diz Priscilla apesar da infidelidade do cantor

    Priscilla Presley declarou que Elvis “era um ser humano incrível” e comenta sobre seu histórico de infidelidade

    Priscilla Presley posa para foto durante Festival de Cinema de Veneza
    Priscilla Presley posa para foto durante Festival de Cinema de Veneza Guglielmo Mangiapane/Reuters

    Bang Showbiz

    A estrela de 78 anos foi casada com o astro entre 1967 e 1973, e admite que o ícone da música estava constantemente rodeado de “tentações”.

    “Quero dizer, as oportunidades estavam disponíveis constantemente. Mesmo quando ele viajava para outros estados, as pessoas sabiam que ele estava vindo e faziam ofertas… E não me entenda mal. Eu nunca deixei de amar Elvis, até hoje”, explicou Priscilla à People.

    “Ele era um ser humano incrível. Ele tinha um grande coração, mas, infelizmente, ele era Elvis Presley e todas as mulheres, todas as garotas iam atrás dele. Posso imaginar como ele reagiria”, disse ela.

    Priscilla, que tinha apenas 14 anos quando viu o rei do Rock pela primeira vez, no programa “The Ed Sullivan Show”.

    “Pensei: ‘Quem era esse cara?’ Ele era tão lindo e a maneira como se movia – é claro que ele foi criticado pelos seus movimentos, que eram vulgares, e, oh meu Deus, as notícias estavam ficando loucas”, descreveu.

    Priscilla conheceu Elvis na Alemanha quando ainda era uma adolescente, e a dupla desenvolveu uma ligação desde então.

    “Foi muito difícil para meus pais entenderem que Elvis estaria tão interessado em mim e por quê. Eu realmente acho que foi porque eu era mais ouvinte. Elvis abriu seu coração para mim de todas as maneiras na Alemanha: seus medos, suas esperanças, a perda de sua mãe, que ele nunca superou. E eu fui a pessoa que realmente sentou lá para ouvi-lo e confortá-lo. Essa foi realmente a nossa conexão”, contou.

    Este conteúdo foi criado originalmente em Bang ShowBiz.

    versão original