Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    #CNNPop

    Sharon Stone revela que perdeu guarda do filho por cena polêmica em “Instinto Selvagem”

    Atriz protagonizou a "cruzada de pernas" mais famosa de Hollywood

    Sharon Stone em "Instinto Selvagem"
    Sharon Stone em "Instinto Selvagem" Instinto Selvagem / Divulgação

    Sofia Sampaioda CNN Brasil Soft

    A atriz Sharon Stone revelou que o longa “Instinto Selvagem” (1992) foi crucial para a perda da custódia de seu filho durante o processo de divórcio, em 2004.

    No podcast Table for Two, de Bruce Brozi, a estrela contou como seu papel no thriller psicológico, dirigido por Paul Verhoeven, prejudicou o processo de custódia do filho Roan, na época com quatro anos. Durante o julgamento, o juiz perguntou ao menino se ele sabia que a mãe fazia “filmes de sexo”.

    Stone e Phil Bronstein se casaram em 1998, seis anos depois do lançamento do filme. Em 2000, o casal adotou Roan Joseph e, em 2004, eles se divorciaram. Embora compartilhassem a guarda no início, a atriz perdeu a custódia do filho durante o processo.

    O filme rendeu uma das cenas mais polêmicas e famosas do cinema, quando a atriz cruza as pernas sem usar roupa íntima. “As pessoas estão andando sem roupas agora nos programas de TV, e talvez você tenha visto uma possível nudez minha por 16 segundos e eu perdi a custódia do meu filho”.

    A decisão judicial permitiu que Sharon Stone visitasse seu filho, agora com 22 anos. Tal decisão contribuiu para que ela fosse internada no final do mesmo ano, com problemas cardíacos.

    Ainda no podcast, a atriz disse que ficou chateada quando colegas na cerimônia do Globo de Ouro de 1993 riram da sua indicação pelo mesmo filme.

    “Foi horrível, me senti humilhada. Alguém faz ideia de como foi difícil interpretar esse papel? Como foi angustiante e assustador?”, questionou. “Levamos esse filme complexo que estava quebrando barreiras e todos protestavam contra”.

    Mesmo com a decisão da Justiça, ela e Roan mantiveram um relacionamento próximo e, em 2019, o rapaz entrou com documentos legais para colocar “Stone” em seu sobrenome. Desde julho de 2022, ele é chamado de Roan Stone.