Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    #CNNPop

    Temporada final de Succession começa neste domingo (26); saiba o que esperar

    CNN conversou com os atores, que responderam às nossas perguntas sobre a complicada dinâmica familiar sobre riqueza e poder

    Jeremy Strong, Sarah Snook e Kieran Culkin na 4ª temporada de "Succession"
    Jeremy Strong, Sarah Snook e Kieran Culkin na 4ª temporada de "Succession" Divulgação

    Chloe Melasda CNN

    A temporada final da série “Succession”, da HBO, começa neste domingo (26), abordando novamente uma complicada dinâmica familiar sobre riqueza e poder.

    Ela é estrelada por Brian Cox como Logan Roy, o patriarca da multibilionária família Roy, dono de um conglomerado de mídia Waystar Royco.

    Seus filhos, interpretados por Jeremy Strong, Sarah Snook, Kieran Culkin e Alan Ruck, estão disputando não apenas o controle da empresa, mas, talvez, seu amor e admiração também.

    A CNN conversou com os atores no início desta semana na cidade de Nova York, onde responderam às nossas perguntas sobre a nova temporada.

    Tom e Shiv acabaram de vez?

    Matthew Macfadyen, que interpreta Tom Wambsgans, falou sobre a decisão de seu personagem de avisar Logan sobre a revolta de seus filhos.

    “Eu meio que não desertei realmente. Eu meio que tomei uma decisão calculista de ficar do lado do meu sogro, o mais assustador de todos, suponho. Eu levei muito, você sabe, de todo mundo, então foi uma espécie de traição mil vezes”, ponderou Macfadyen.

    Porém, ele desconversou sobre o futuro de Tom e Shiv, dizendo que o casal está “em um (lugar) um pouco escuro… é triste”.

    O que Greg fará?

    Nicholas Braun, que interpreta Greg Hirsch, o “forasteiro” nas relações da série, terminou a última temporada finalmente aprendendo as regras do jogo da família Roy. Mas o que isso significa para o futuro dele?

    “Você vai chatear algumas pessoas,” brincou Braun. “Greg gostaria de nunca chatear ninguém, mas ele joga do lado errado às vezes. Acho que no final da terceira temporada ele vai estar no lado certo das coisas. Eu já sei a resposta, mas não estou dizendo isso para você”, pontuou.

    Braun acrescentou que “a dinâmica mudou” e acredita que Greg está “em uma boa posição” no início da temporada, assim como seu aliado Tom.

    “Você sabe, as coisas mudaram com (Tom) e Shiv, e ele é meio livre. Ele está me trazendo junto; estamos desse lado ótimo agora que parece algo como ‘nunca podemos perder’”, disse.

    “E estar alinhado com Logan é um jogo vencedor, sabe? Acho que estamos todos nos sentindo muito bem e, claro, isso vai dar mer**”, complementou.

    Uma reconciliação para Logan Roy e seus filhos?

    O homem no centro do drama, Cox, disse que, embora pareça que Logan tem total desdém por seus filhos, esse não é o caso.

    “Ele não vai jogá-los no chão. Você sabe, ele está além disso. Houve um ponto em que ele poderia ter feito isso. Acho que ele está muito triste porque os perdeu, de certa forma, e eles são seus filhos, e ele sempre os amou. Essa é a questão”, pontuou

    Cox afirmou também que, no início da série, ele perguntou ao criador Jesse Armstrong se ele achava que Logan amava seus filhos.

    “Ele disse: ‘Ah, sim, ele ama. Ele realmente ama seus filhos’. Então isso sempre foi o melhor para mim”, ressaltou.

    “Mas também é o calcanhar de Aquiles de Logan. O fato de seus filhos o amarem de uma forma que ele não consegue expressar… O amor é complicado”, ponderou.

    O futuro de Lukas Matsson e Waystar Royco?

    Alexander Skarsgård, o controverso CEO de tecnologia, está de volta. O final da 3ª temporada deixou uma fusão de sua empresa, a GoJo, e a e Waystar Royco “sobre a mesa”, mas Matsson se ofereceu para comprar a empresa.

    “Vou garantir que posso fazer o impossível”, disse Skarsgård sobre seu personagem. “Acho que se tornou um desafio pessoal ver se (ele) consegue fazer isso – mais do que adquirir outra empresa e apenas mais riqueza… é como pensar ‘isso deve ser impossível para um pequeno programador de Estocolmo, Suécia, para fazer isso’. E é por isso que ele quer”, observou.

    Spin-offs em andamento?

    Aqueles que esperam mais do mundo de “Succession” após a conclusão da série, se preparem para ter seus sonhos frustrados.

    Questionado sobre uma nova série em potencial com rostos familiares de “Succession”, Armstrong disse: “Acho que nunca haveria um spin-off”.

    “Acho que estou interessado em algo que possa ocupar o mesmo tom de show que achei muito receptivo para mim e do jeito que gosto de escrever”, explicou.

    “Talvez haja algo interligado que tenha o mesmo tom de mundo… Vou tirar um pouco de folga e tem sido uma grande fera para lutar. Então vou demorar um pouco.”

    Leia também: 13 séries para maratonar e onde assistir

    Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

    versão original