Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    #CNNPop

    “The Boys”: 4ª temporada da série mergulha na polarização política

    Nova temporada estreia nesta quinta-feira (13) no Prime Video

    Quarta temporada da série "The Boys" estreia no Prime Video nesta quinta (13)
    Quarta temporada da série "The Boys" estreia no Prime Video nesta quinta (13) Divulgação

    Danielle Broadwayda Reuters Los Angeles, nos Estados Unidos

    A série satírica de super-heróis do Prime Video, vencedora do Emmy, “The Boys”, segue um grupo de vigilantes desajustados que se autodenominam “Os Rapazes”, que lutam contra pessoas superpoderosas corruptas chamadas “Sete”.

    Para a quarta temporada da série, o criador da produção, Eric Kripke, quer dar um aviso útil sobre seguir os líderes errados, especialmente quando se trata daqueles que se esforçam para dividir as pessoas, como Capitão Pátria, o “Sete” mais poderoso, que acredita que os humanos devem ser subservientes aos indivíduos superpoderosos.

    “Isso reflete muito bem onde estamos agora. O ponto que acho que o show está tentando fazer é que há essa polarização intensa, essa espécie de nós contra eles, demonização do outro lado, essa ideia de que só pode haver um vencedor e um perdedor,” disse Kripke.

    “O que a série está tentando provar é que todos estamos sendo manipulados para essa posição por meio de algoritmos e mídias sociais. E desinformação e bilionários e políticos, porque isso os beneficia financeira e politicamente, ter todos nós com raiva uns dos outros,” acrescentou.

    A quarta temporada é estrelada por Antony Starr, que interpreta o Capitão Pátria, o líder mesquinho dos “Sete,” Karl Urban como William Bruto, o líder tenso dos “Rapazes”, Jack Quaid, Erin Moriarty, Chace Crawford, Laz Alonso, Tomer Capone, Jessie T. Usher e Karen Fukuhara.

    Esta temporada, que estreia nesta quinta-feira (13), aborda tópicos políticos pesados como aborto, racismo, feminismo e outros assuntos que também são pontos de discórdia nas eleições dos EUA de 2024.

    A história é inspirada por um arco na história em quadrinhos que segue uma eleição presidencial fictícia que leva a um plano para derrubar o presidente.

    Capitão Pátria assume uma voz forte que destaca a direita política, enquanto Luz-Estrela, interpretada pela atriz de “Jessica Jones”, Moriarty, destaca a esquerda política, particularmente defendendo os direitos das mulheres nesta temporada.

    “Quero personagens femininas que sejam tão imperfeitas quanto poderosas,” disse Moriarty.

    “Quero que elas existam porque, caso contrário, essas mulheres poderosas na vida real não vão existir,” acrescentou.

    Antony Starr, que é da Nova Zelândia, está fascinado pela psicologia de seu personagem Capitão Pátria e como a 4ª temporada de “The Boys” explora seu antagonista superpoderoso como nunca antes.

    “Isso se resume ao isolamento. Ele é o homem mais solitário do mundo porque acredita que não há ninguém como ele. Então, é sempre sobre tentar encontrar conexão e tentar encontrar uma saída dessa prisão,” disse Starr.

    “Vamos para casa e descobrimos o que isso foi para esse cara e por que ele é o que é,” acrescentou o ator.

    Capitão Pátria se reconciliando com sua mortalidade é um foco central.

    “Ele fica desgostoso com as partes dele que são humanas, mas porque ele é humano, essas partes são inevitáveis e continuam surgindo,” disse Kripke.

    Spin-off de The Boys no México é confirmado por Gael García

    *Com reportagem de Danielle Broadway e Rollo Ross; e edição de Mary Milliken e Nick Zieminski, da Reuters