Brasil vence Japão e praticamente garante classificação às quartas no vôlei

Time feminino venceu sem sustos, mas terminou preocupado com lesão da levantadora Macris, que torceu o tornozelo e deixou a partida

Fernanda Garay tenta superar bloqueio do Japão na terceira partida da seleção feminina de vôlei em Tóquio
Fernanda Garay tenta superar bloqueio do Japão na terceira partida da seleção feminina de vôlei em Tóquio Foto: Manu Fernandez - 29.jul.2021/AP

Douglas Vieira, colaboração para CNN

Ouvir notícia

A seleção brasileira feminina de vôlei segue fazendo uma campanha consistente em Tóquio. Hoje (29) foi a vez de o Brasil enfrentar a seleção do Japão e, com grande atuação das ponteiras Fernanda Garay e Gabi, venceu sem sustos as donas da casa por 3 sets a 0, com parciais de 25-16, 25-18 e 26-24.

O primeiro set já deu o tom do que seria a partida. O time treinado por José Roberto Guimarães começou bastante agressivo no ataque, com as ponteiras Garay e Gabi anotando cinco pontos cada na primeira parcial.

O Japão começou o segundo set tentando equilibrar a disputa. Mas, apoiadas na tradição asiática na defesa, as anfitriãs só conseguiram segurar um pouco as brasileiras até o 9 a 9. Daí em diante, o Brasil fez novamente valer sua superioridade técnica para abrir vantagem e fechar o segundo set.

O Japão não encontrava caminhos para pressionar as brasileiras, que, além de um ataque poderoso, mostrava muita eficiência no bloqueio, com destaque para a atuação de suas duas centrais: Carol Gattaz e Carol, dupla que se destacava também no ataque, mostrando grande entrosamento com a levantadora Macris.

O terceiro set, tudo ou nada para as japonesas, foi o mais equilibrado, com as duas seleções se destacando na defesa. O resultado foi uma disputa muito gostosa de assistir, com Brasil e Japão protagonizando diversos ralis – o mais longo durou 46 segundos e terminou vencido pelas donas da casa. 

Diferentemente dos dois primeiros sets, no terceiro, as japonesas pressionaram mais no ataque. Tinha jogo e, após uma lesão da levantadora Macris, que torceu o tornozelo, o Brasil teve um momento de instabilidade que fez as japonesas passarem à frente e até abrir vantagem. Aos poucos, porém, Roberta conseguiu acertar novamente a distribuição de bolas para as atacantes brasileiras.

Fernanda Garay era de novo a bola de segurança brasileira e a central Carol se destacava – as duas foram as principais pontuadoras da partida, com 13 pontos cada, e o placar chegava a 25-24, match point para o Brasil. A bola decisiva foi para Gabi e a ponteira, outro destaque do jogo com 11 pontos, selou a vitória.

O Brasil mostrou uma grande apresentação coletiva, que praticamente garante a seleção nas quartas de final do torneio. 

A preocupação fica agora por conta da levantadora Macris, que chorou muito no banco após deixar a partida. Com o tornozelo bastante inchado, ela deve passar por exames após a partida, mas já é desfalque quase certo para o próximo jogo.

Mais Recentes da CNN