Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Itália emite mandado de prisão internacional para Robinho

    Após jogador ter sido condenado em última instância por participar de estupro, Ministério da Justiça italiano pediu inclusão do brasileiro na lista da Interpol

    Robinho.
    Robinho. Foto: Santos/Divulgação

    Emilio Parodida ReutersCarolina Figueiredoda CNN

    Ouvir notícia

    O Ministério da Justiça da Itália emitiu um mandado de prisão internacional para o ex-atacante do Milan e da Seleção Brasileira, Robinho, depois que o principal tribunal do país confirmou sua condenação por estupro, disse um porta-voz do ministério nesta quarta-feira (16).

    O Ministério pediu à agência global de polícia Interpol que decretasse o mandado.

    Procurado pela CNN, o advogado de defesa de Robinho, Alexander Gutierrez, disse que, até o momento, não teve acesso às decisões e só possui as informações que foram publicadas pela mídia.

    Robinho, cujo nome completo é Robson de Souza, mora no Brasil. O país não extradita seus nacionais, o que significa que Robinho só seria preso se viajasse para o exterior.

    Um tribunal de Milão em 2017 considerou Robinho e outros cinco brasileiros culpados de estuprar uma mulher depois de forçá-la a beber álcool em uma balada.

    A condenação foi confirmada por um tribunal de apelações em 2020 e validada pela Suprema Corte da Itália no mês passado.

    Robinho, 38, sempre negou a acusação.

    Ele jogou 100 vezes pela seleção do Brasil e jogou para alguns dos principais clubes europeus, incluindo Real Madrid e Manchester City, bem como o AC Milan.

    Mais Recentes da CNN