Murray e Soares perdem para Ram e Salisbury na final do US Open

Na chave feminina de duplas, a brasileira Luisa Stefani sofreu uma lesão no joelho durante a partida da semi

Jamie Murray, Bruno Soares, Joe Salisbury e Rajeev Ram posam com seus troféus após final de duplas do US Open10/09/2021
Jamie Murray, Bruno Soares, Joe Salisbury e Rajeev Ram posam com seus troféus após final de duplas do US Open10/09/2021 Danielle Parhizkaran/USA TODAY Sports

Amy Tenneryda CNN

Ouvir notícia

O norte-americano Rajeev Ram e o britânico Joe Salisbury superaram um começo lento para derrotar o brasileiro Bruno Soares e o britânico Jamie Murray por 3-6, 6-2 e 6-2 na final masculina de duplas do US Open de tênis, nesta sexta-feira (10).

Ram e Salisbury tiveram problemas com o saque no set de abertura, com quatro duplas faltas, e só conseguiram acertar pouco mais da metade de seus primeiros saques, enquanto Murray e Soares souberam aproveitar e cometeram apenas um erro não forçado.

No entanto, os cabeças de chave número quarto melhoraram todos os aspectos do seu jogo à medida que a disputa avançava, e ganharam todos os pontos, exceto dois, com o primeiro serviço no segundo set, após quebrarem o serviço de Murray logo no início da parcial.

Murray e Soares, que triunfaram em Flushing Meadows e no Aberto da Austrália em 2016, salvaram três break points no game de abertura do terceiro set, até que Ram e Salisbury converteram na quarta tentativa, e ainda quebraram novamente no sétimo game.

Os campeões do Aberto da Austrália de 2020 acertaram cinco aces e 22 winners no terceiro set para alcançarem a vitória.

Stefani sai lesionada na semi

Na chave feminina de duplas, a brasileira Luisa Stefani sofreu uma lesão no joelho durante a partida da semifinal ao lado da canadense Gabriela Dabrowski contra as norte-americanas Coco Gauff e Caty McNally.

A partida estava no tiebreak do primeiro set quando Stefani, que foi medalha de bronze nos Jogos de Tóquio, sofreu uma queda na quadra e precisou sair em uma cadeira de rodas.

Tópicos

Mais Recentes da CNN