Olimpíadas 2020 dia #7: Ítalo Ferreira surfa o 1º ouro; Medina fica sem medalha

Ítalo Ferreira celebra a conquista do ouro no surf, a primeira do Brasil em Tóquio
Ítalo Ferreira celebra a conquista do ouro no surf, a primeira do Brasil em Tóquio Foto: Francisco Seco - 27.jul.2021/AP

Leandro Silveira e Paulo Junior, colaboração para a CNN; Wellington Ramalhoso, da CNN

Ouvir notícia

Ítalo Ferreira é o primeiro campeão olímpico da história do surfe e o primeiro brasileiro a ganhar medalha de ouro nas Olimpíadas de 2020. Ele alcançou o feito na madrugada desta terça-feira (no horário de Brasília) ao superar o japonês Kanoa Igarashi. Na bateria decisiva, Ítalo deu um show de manobras e fechou uma campanha impecável mesmo depois de ter sua prancha quebrada no começo da disputa.

Potiguar de Baía Formosa e atual campeão mundial, ele ficou com 15,14, contra 6,60 do adversário. Foi a conclusão de uma campanha dominante que incluiu a maior nota da competição – 9,67 – e um desempenho superior a todos os outros surfistas.

Gabriel Medina se lamenta após a eliminação nas semifinais do surfe masculino
Gabriel Medina se lamenta após a eliminação nas semifinais do surfe masculino
Foto: Francisco Seco/AP

Dono da medalha de prata, Igarashi ganhou do brasileiro Gabriel Medina nas semifinais graças a uma nota 9,33 no fim da bateria em uma decisão dos juízes que provocou críticas. E Medina ainda terminou sem medalha porque perdeu a disputa pelo bronze para o australiano Owen Wright. 

Bronze surpresa na natação 

E a natação brasileira também conquistou uma medalha, sua primeira nas Olimpíadas de 2020, e com um nome que não estava entre os principais cotados da equipe nacional. O gaúcho Fernando Scheffer, de 23 anos, levou o bronze nos 200m livre na noite de segunda-feira (26).

Fernando Scheffer, da natação, levou o bronze nos 200m livres
Fernando Scheffer, da natação, levou o bronze nos 200m livres
Foto: Matthias Schrader/AP

Na semifinal, ele havia passado com o oitavo melhor tempo, mas fez uma final sempre entre as primeiras posições. O feito lembra o de Gustavo Borges nesta mesma prova, em Atlanta-1996, quando se classificou em sétimo e depois, na decisão, arrancou para a prata.

Animada, a delegação do Brasil já tem outro encontro marcado com as finais: Leo de Deus, nos 200m borboleta, passou com o segundo melhor tempo para buscar uma medalha na noite desta terça (27).

Porta-bandeira do Brasil sem medalha

Porta-bandeira do Brasil na abertura das Olimpíadas, a judoca Ketleyn Quadros não conseguiu repetir o resultado dos Jogos de Pequim, em 2008, quando levou a medalha de bronze na categoria até 57kg. Em um peso acima – até 63kg -. ela perdeu nas quartas de final e depois na repescagem.

Ketleyn até teve sua trajetória encurtada, pois sua adversária na estreia, Cergia David, de Honduras, não compareceu à pesagem, o que fez a brasileira avançar automaticamente. Na sequência, venceu Gankhaich Bold, da Mongólia, por ippon. 

Nas quartas de final, porém, fazia uma luta equilibrada e muito concentrada contra a canadense Catherine Beauchemin-Pinard até ser imobilizada no chão e sofrer um ippon. E isso se repetiu na repescagem, contra a holandesa Juul Franssen.

O outro brasileiro do dia do judô encerrou cedo a sua participação. Eduardo Yudi Santos, na categoria para até 81kg, sofreu um ippon ainda antes da metade da luta diante do israelense Sagi Muki.

Brasileiros Alison e Álvaro Filho foram derrotados pelos americanos
Brasileiros Alison e Álvaro Filho foram derrotados pelos americanos Lucena e Dalhauser por 2 sets a 1 no vôlei de praia masculino (27/07/2021)
Foto: Petros Giannakouris/AP

Uma derrota perigosa e uma vitória fácil

Na vôlei de praia, os brasileiros Alison e Álvaro Filho perderam para os veteranos norte-americanos Lucena e Dalhausser por 2 sets a 1 na segunda rodada da primeira fase. O equilíbrio marcou o duelo entre as duplas, que teve parciais apertadas: 24/22, 19/21 e 15/13. No encerramento da primeira fase, a dupla brasileira precisará ganhar dos holandeses Brouwer e Meeuwsen para ter chances de passar às oitavas de final. O jogo está marcado para a manhã de quinta-feira (horário de Brasília).

Brasileiros Evandro e Bruno Schmidt venceram os marroquinos
Brasileiros Evandro e Bruno Schmidt venceram os marroquinos Abicha e Elgraoui por 2 sets a 0 no vôlei de praia masculino (27/07/2021)
Foto: Felipe Dana/AP

A outra dupla brasileira teve muito mais facilidade. Evandro e Bruno Schmidt ganharam dos marroquinos Abicha e Elgraoui por 2 sets a 0, com parciais de 21 a 14 e 21 a 16, e encaminharam a classificação para a fase seguinte. No encerramento da primeira fase, eles vão enfrentar os poloneses Bryl e Fijalek na manhã de sexta-feira (horário de Brasília)

Primeira vitória no handebol

No handebol, o Brasil conquistou a primeira vitória em Tóquio e foi com autoridade. Pela segunda rodada do torneio feminino, a seleção brasileira bateu a Hungria por 33 a 27. As húngaras começaram na frente, mas as brasileiras logo viraram e abriram vantagem — fecharam o primeiro tempo com 17 a 11 e não deram chances para as adversárias na etapa final.

A equipe estreou com um empate contra as russas, atuais campeãs olímpicas, e ainda tem três partidas pela frente na primeira fase — a próxima é contra a Espanha na noite de quarta-feira (no horário de Brasília).

Brasileiras conseguiram sua primeira vitória no handebol
Brasileiras conseguiram sua primeira vitória no handebol depois de bater a Húngria por 33 a 27 (27/07/2021)
Foto: Pavel Golovkin/AP

Estrela do tênis eliminada

A japonesa Naomi Osaka, grande estrela do tênis e responsável por acender a pira olímpica na abertura dos Jogos, foi eliminada de forma precoce do torneio individual. Número 2 do mundo, ela caiu para Marketa Vondrousova (42), da República Tcheca, por 2 sets a 0.

Naomi fez um primeiro set irreconhecível, perdendo por 6/1. No segundo, até começou bem, mas levou a virada e acabou derrotada por 6/4. As três melhores tenistas do ranking mundial já foram eliminadas antes das quartas de final das Olimpíadas.

Naomi Osaka foi eliminada na terceira rodada nas Olimpíadas
Naomi Osaka foi eliminada na terceira rodada nas Olimpíadas
Foto: Seth Wenig/AP

Mais Recentes da CNN