Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    CNN Esportes

    Verstappen defende pai em polêmica com chefe da Red Bull: “Ele não é mentiroso”

    Jos Verstappen, pai do tricampeão de Fórmula 1, pediu a saída de Christian Horner da escuderia

    Max Verstappen, da Red Bull, conversa com o seu pai, Jos
    Max Verstappen, da Red Bull, conversa com o seu pai, Jos Clive Mason/Getty Images

    Ben Churchda CNN

    O atual campeão mundial de Fórmula 1, Max Verstappen, defendeu seu pai, Jos, depois que ele opinou sobre a polêmica do dirigente Christian Horner, que ofuscou o início da nova temporada da Red Bull.

    O pai do tricampeão criticou a decisão da Red Bull de manter Horner em seu cargo, dizendo que “a equipe corre o risco de ser despedaçada” após alegações de que o chefe da escuderia se envolveu em comportamento inadequado com um membro da Red Bull.

    “Meu pai, pelo que conheço, é muito franco e não é mentiroso, isso é certo”, disse Verstappen à Reuters antes do GP da Arábia Saudita deste fim de semana.

    Após os comentários de Jos Verstappen, a Red Bull disse em comunicado enviado à CNN na segunda-feira (4): “Isso não é verdade. Estamos unidos como equipe e nos concentramos nas corridas.”

    Horner foi inocentado de irregularidades na semana passada e novamente negou as acusações, depois que supostas mensagens vazadas foram distribuídas a membros da comunidade da Fórmula 1 na quinta-feira em um arquivo de Google Drive. A CNN não conseguiu corroborar sua autenticidade.

    Em comunicado, sobre o e-mail em massa, a Red Bull disse à CNN: “Este é um assunto privado e seria inapropriado para a Red Bull comentar sobre isso.”

    Em entrevista ao jornal holandês De Telegraaf, Jos Verstappen negou ser a fonte por trás das mensagens vazadas.

    “Mas por que eu faria isso? Max tem contrato com a Red Bull até 2028, está com ótimo desempenho e se sente em casa aqui. Não tenho nenhum interesse nisso.”

    Após a vitória de Verstappen na corrida de abertura da temporada no Grande Prêmio do Bahrein, na qual Horner esteve presente com sua esposa Geri Halliwell, o pai de Verstappen disse ao Daily Mail que “há tensão enquanto ele permanece na posição.”

    Ele acrescentou: “Não pode continuar do jeito que está. Ele explodirá. Ele está se fazendo de vítima, quando é ele quem está causando os problemas.”

    Os carros da Fórmula 1 na temporada 2024

    A aparente divergência entre Horner e o pai de Verstappen levou muitos a questionar se o piloto holandês permanecerá na equipe nesta temporada.

    “As coisas devem ficar muito malucas, eu acho, mas esse não é o objetivo de todos”, disse Verstappen, quando questionado se não correria pela Red Bull no próximo ano.

    “Estou apenas focado em pilotar e acho que isso também é o mais importante para a equipe neste momento. É também por isso que viemos aqui e esse é o nosso principal objetivo e no que queremos focar, não ter essas coisas acontecendo corrida após corrida porque isso não é bom para a equipe.”

    Verstappen conquistou a vitória no Grande Prêmio do Bahrein no sábado (2), estabelecendo uma marca ameaçadora para o resto do pelotão na corrida de abertura desta temporada de Fórmula 1. A vitória dissipou qualquer noção, por enquanto, de que o domínio da Red Bull possa diminuir ou que os seus preparativos foram significativamente atrapalhados por uma investigação externa.

    Verstappen e Red Bull esperam que os resultados positivos na pista continuem no Grande Prêmio da Arábia Saudita, neste sábado. O pai de Verstappen não deverá comparecer à corrida devido a um compromisso prévio, segundo a BBC.

    Acompanhe a CNN Esportes em todas as plataformas

    Este conteúdo foi criado originalmente em Internacional.

    versão original