Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    CNN Esportes

    Empréstimo de família de Neymar a Daniel Alves ajudou a reduzir pena

    Condenado a 4 anos e 6 meses de prisão, lateral terá que pagar 150 mil euros à vítima

    Da CNN

    Condenado a 4 anos e 6 meses de prisão por estupro na Espanha, Daniel Alves não teve pena maior graças a um empréstimo feito pela família de Neymar para ajudar financeiramente o lateral-direito no processo.

    Os 150 mil euros (cerca de R$ 800 mil) repassados a Daniel Alves, aporte que foi confirmado à CNN Brasil pelo pai de Neymar após reportagem do UOL, serviram como “atenuante de reparação de dano causado” pela Justiça espanhola, que considerou o montante para a redução do tempo de condenação.

    Esse mesmo valor, de acordo com o Tribunal Superior de Justiça da Catalunha, deverá ser pago à vítima do estupro, cometido pelo jogador em dezembro de 2022 em uma boate de Barcelona.

    Advogado das empresas de Neymar da Silva Santos, Gustavo Xisto, representante jurídico das empresas do pai do atacante do Al-Hilal, também foi nomeado como procurador de Daniel Alves.

    Defesa do jogador vai recorrer

    A defesa do lateral irá recorrer da decisão. O jogador de 40 anos já passou um ano na prisão, tempo que será descontado da condenação. Depois que for liberado, terá que cumprir um período de cinco anos de liberdade vigiada, além da proibição de se aproximar a menos de mil metros do domicílio ou do local de trabalho da vítima por nove anos e seis meses.

    Daniel Alves também está proibido de tentar qualquer tipo de contato com a vítima.

    Quando Daniel Alves poderá deixar a prisão?

    O advogado Angel Vazquez, advogado com dupla licenciatura, no Brasil e na Espanha, disse em entrevista à CNN Brasil nesta quinta-feira (22) que Daniel Alves pode deixar a prisão no ano que vem.

    “A prisão preventiva ele já cumpriu. E ela contabiliza nestes 4 anos e meio de condenação. Fazendo as contas, ele poderia sair em Julho de 2025, com 2 anos e 2 meses, cumprindo assim a metade da pena. Com 50 por cento da pena ele poderia sair para se reintegrar à sociedade. O bom comportamento dele na prisão será levado em consideração para este benefício”, afirmou Vazquez.

    Acompanhe a CNN Esportes em todas as plataformas