Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Corinthians vence de virada e deixa Atlético-MG a 7 pontos do líder Palmeiras

    Gols de Fábio Santos no segundo tempo definiram jogo, após Keno abrir o placar na etapa inicial

    Leandro Silveiracolaboração para a CNN

    No duelo que valia a condição de principal perseguidor ao líder Palmeiras no Campeonato Brasileiro, o Corinthians se deu melhor. Com gols de Fábio Santos no fim do segundo tempo, venceu o Atlético-MG por 2 a 1, no Mineirão, neste domingo (24), em duelo válido pela 19ª rodada, a última do primeiro turno.

    O triunfo levou o Corinthians aos 35 pontos, na segunda posição e a 4 do Palmeiras. Já o Atlético-MG parou nos 32, na quarta posição, também atrás do Fluminense, com 34, e precisando tirar a vantagem de sete pontos do primeiro colocado para defender o título conquistado em 2021.

    Para isso, vai apostar na volta do técnico Cuca. Depois de demitir Turco Mohamed, na sexta-feira (22), anunciou a volta do treinador campeão nacional no ano passado e da Copa Libertadores de 2013 pelo clube. Neste domingo, porém, o time foi dirigido por Lucas Gonçalves, auxiliar da comissão técnica fixa, pois Cuca só vai chegar a Belo Horizonte nesta segunda (25), iniciando o seu terceiro trabalho à frente do Atlético-MG no dia seguinte.

    A derrota, diante de 55.706 torcedores no Mineirão, encerrou uma longa série invicta do Galo no Brasileirão, de 8 jogos, com 4 vitórias e 4 empates. Já o Corinthians pôs fim a 5 tropeços seguidos como visitante na competição, com 4 derrotas e 1 empate durante a sequência negativa.

    Como foi o jogo

    Para o confronto com o Corinthians, o interino Lucas Gonçalves promoveu o retorno de vários jogadores que haviam sido poupados no Atlético-MG diante do Cuiabá. Assim, escalou uma dupla de ataque com Hulk e Keno, além de ter as voltas de Mariano, Allan e Nacho Fernández. E, com isso, colocou em campo uma formação com 11 jogadores que estavam no elenco campeão brasileiro de 2021.

    Já o Corinthians teve ainda mais mexidas em relação ao compromisso anterior, o triunfo sobre o Coritiba: sete. As principais foram no sistema defensivo, com destaque para o primeiro jogo entre os profissionais do goleiro Carlos Miguel. Já o zagueiro Balbuena fez a sua reestreia pelo clube. Além disso, Fagner ocupou a vaga do suspenso Rafael Ramos, Du Queiroz iniciou o jogo, com Giuliano e Adson recebendo oportunidades nos lugares dos poupados Róger Guedes e Raul Gustavo.

    E foi com uma dessas novidades, Adson, que o Corinthians criou a primeira oportunidade de gol do confronto, numa jogada em que o meio-campista roubou a bola de Arana e disparou para fora, com perigo. Só que ficou nisso. Com movimentação constante no ataque e marcação adiantada em alguns momentos, o Atlético-MG dominou o primeiro tempo no Mineirão.

    Depois de testar o estreante Carlos Miguel, em cobrança de falta da intermediária, com Hulk, aos sete, abriu o placar quase na sequência. E com um golaço. Aos nove minutos, Keno ficou com a bola cortada por Fábio Santos e, do bico da área, bateu colocado, no ângulo esquerdo, sem chance de defesa para o goleiro de 2,04 metros.

    Keno ainda teria uma oportunidade parecida, aos 18, mas finalizou para fora. Jair, aos 16, em chute para fora, e Zaracho, em disparo cruzado, aos 23, também tiveram suas chances pelo Atlético-MG, que diminuiu a intensidade no fim do primeiro tempo. Ainda assim, quase marcou, em nova oportunidade com Zaracho, aos 40, antes da saída para o intervalo.

    A desvantagem e o controle atleticano do primeiro tempo levaram o Corinthians a retornar para a etapa final com duas novidades: as entradas de Roger Guedes e Cantillo. O Atlético-MG, porém, seguiu com o jogo sob controle, tanto que teve boa oportunidade com Arana, que bateu em cima de Balbuena, aos 8 minutos.

    Depois, até recuou à espera do Corinthians, mas fechava bem os espaços e se preocupava mais em valorizar a posse de bola do que em contra-atacar em velocidade. Apesar disso, continuou sendo mais perigoso dando trabalho ao goleiro Carlos Miguel, aos 24 minutos, em cobrança de falta colocada de Nacho.

    Porém, a até então pouco produtiva troca de passes do Corinthians no campo de ataque rendeu frutos aos 34 minutos. Fagner cruzou da direita, Fábio Santos infiltrou entre os defensores do Atlético-MG e cabeceou para as redes: 1 a 1.

    E a virada corintiana veio logo depois, conquistada muito em função da boa entrada dos seus suplentes, ao contrário do que aconteceu com o Galo, que perdeu ritmo depois das trocas. Em rápido contra-ataque, Giovanni, acionado pelo técnico Vitor Pereira durante a etapa final, foi derrubado na grande área por Alonso, em infração confirmada após consulta ao VAR. Fábio Santos bateu o pênalti no canto direito, fazendo 2 a 1.

    No fim, o Atlético-MG se lançou ao ataque e teve uma boa chance aos 45, com o chute de fora da área de Arana parando em grande defesa de Carlos Miguel, o que garantiu o triunfo corintiano no Mineirão.

    Agenda

    O próximo meio de semana será reservado a jogos das quartas de final da Copa do Brasil, com o Corinthians visitando o Atlético-GO na quarta-feira. Depois, no sábado, pelo Brasileirão, receberá o Botafogo, pela 20ª rodada. No dia seguinte, o Atlético-MG volta a campo, no Beira-Rio, diante do Internacional.