Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    CNN Esportes

    CBF afasta equipe de arbitragem após pênalti não marcado em Corinthians x Grêmio

    Wilton Pereira Sampaio considerou que desvio no braço de Yuri Alberto não era passível de penalidade

    Wilton Pereira Sampaio, árbitro do quadro da Fifa, foi suspenso
    Wilton Pereira Sampaio, árbitro do quadro da Fifa, foi suspenso Reprodução/CBF

    Marcel Rizzoda Itatiaia

    A comissão de arbitragem da CBF afastou temporariamente das partidas de qualquer divisão do futebol nacional a equipe de arbitragem escalada no empate entre Corinthians e Grêmio, por 4 a 4, na noite desta segunda-feira (18), na Neo Química Arena, em São Paulo.

    Em vídeo divulgado na manhã desta terça-feira (19), a Confederação Brasileira de Futebol admitiu que a arbitragem errou ao não marcar pênalti para o Grêmio nos acréscimos do jogo contra o Corinthians, em lance que bateu no braço do atacante Yuri Alberto. O jogo foi válido pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série A, confronto que estava atrasado.

    Entre os afastados estão o árbitro Wilton Pereira Sampaio, de Goiás, que foi um dos representantes do Brasil na Copa do Mundo de 2022, no Catar, trabalhando inclusive na quartas de final entre França e Inglaterra, e o responsável pelo árbitro de vídeo no jogo, o mineiro Emerson de Almeida Ferreira.

    Eles passarão por um período de reciclagem, com acompanhamento da comissão de arbitragem. A Itatiaia apurou que o erro foi considerado grave, também porque o VAR não chamou Wilton Sampaio para ir até o monitor na beira do gramado ver o lance, considerado interpretativo.

    “O atleta número 9 da equipe de branco e preto, em ação de bloqueio, com o braço em posição antinatural e aumentando o espaço corporal, intercepta o cruzamento. O bloqueio da bola nessa ação caracteriza pênalti. Uma penalidade deveria ter sido marcada em campo de jogo. Quando não marcada, o VAR deveria recomendar revisão”, disse o responsável pela análise da CBF no vídeo divulgado.

    O vídeo publicado pela entidade que organiza o Brasileirão também divulgou o áudio de conversa entre os responsáveis pelo VAR no momento do lance. Apesar de ser alertado pelo assistente AVAR 2, Michel Patrick Costa Guimarães, Emerson de Almeida Ferreira, o VAR principal, mantem a ideia de que não foi pênalti e oriente Wilton Pereira Sampaio a dar prosseguimento ao jogo.

    Veja conversa do VAR de Corinthians x Grêmio

    Emerson de Almeida: O jogador, mesmo estando com a mão nessa posição, acho que ela está natural para essa disputa de bola para a defesa. Não está com a intenção de bloquear.

    Johnny Barros de Oliveira: Você acha que o braço não está muito aberto, Emerson?

    Emerson de Almeida: Oi?

    Johnny Barros de Oliveira: Você não acha que está muito aberto, não? Que essa bola passaria se ela não bate no braço?

    Emerson de Almeida: Para mim, ele não está com a intenção de bloquear. Ele não está com a intenção de bloquear a bola. É diferente de bloqueio. Ele está recolhendo o braço. Ele não está indo com o braço em direção à bola. Ele está recolhendo. Wilton, lance checado. Pode jogar. O jogador está recolhendo o braço.

    Acompanhe a CNN Esportes em todas as plataformas