Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    CNN Esportes

    São Paulo e Palmeiras fazem clássico truncado e ficam no empate pela Série A

    Com pouca criatividade e raras chances de gol, partida no MorumBis termina no 0 a 0 nesta segunda-feira (29)

    O jogador Endrick, da SE Palmeiras, disputa bola com o jogdor do São Paulo FC, durante partida válida pela quarta rodada, do Campeonato Brasileiro, Série A, no Estádio Morumbis.
    O jogador Endrick, da SE Palmeiras, disputa bola com o jogdor do São Paulo FC, durante partida válida pela quarta rodada, do Campeonato Brasileiro, Série A, no Estádio Morumbis. (Foto: Cesar Greco/Palmeiras/by Canon)

    Brenno Costada Itatiaia São Paulo

    Foi um jogo truncado, de muitas reclamações com arbitragem e poucas chances ofensivas. Mais uma vez, São Paulo Palmeiras fizeram um duelo travado na temporada e ficaram no empate.

    Com esse cenário repetido, nesta segunda-feira (29), pela quarta rodada da Série A do Campeonato Brasileiro, o jogo no MorumBis terminou no 0 a 0.

    Esse é o terceiro jogo entre as equipes nesta temporada e é a terceira vez que termina com o placar igual para os dois lados. No primeiro deles, no entanto, o Tricolor conseguiu levar a melhor nas penalidades e faturou a Supercopa Rei, em fevereiro. No segundo, durante o Campeonato Paulista, os rivais ficaram no 1 a 1 e tiveram um pós-jogo repleto de polêmicas fora de campo.

    Com o novo empate, agora no Brasileirão, o São Paulo ficou na 14ª posição, com quatro pontos somados. O Palmeiras, por sua vez, está em 12º lugar, com cinco pontos.

    Próximos jogos

    As duas equipes voltam a campo na próxima quinta-feira (2) pelos jogos de ida da terceira fase da Copa do Brasil. Às 19h30 (de Brasília), o Tricolor visita o Águia de Marabá-PA, no estádio Mangueirão, em Belém, no Pará.

    Já o Palmeiras recebe o Botafogo-SP, às 21h30 (de Brasília), no Allianz Parque, em São Paulo.

    O jogo

    Times modificados

    As equipes foram a campo com novidades. No São Paulo, o técnico Luís Zubeldía perdeu o volante Pablo Maia por contusão e decidiu mexer no esquema tátitco. A equipe ficou montada no 3-5-2, com o zagueiro Diego Costa e o volante Bobadilla como novidades.

    No Palmeiras, o treinador Abel Ferreira escalou o time em um 4-4-2, quando detinha a posse de bola. Atuando como titular, Estêvão ficou aberto na ponta direita e também tinha a função de cobrir as subidas de Welington.

    Enquanto isso, Raphael Veiga era quem atuava mais solto, tentando abastecer Endrick e Flaco López.

    Jogo de marcação

    Na prática, o primeiro tempo do clássico foi, na maior parte, um confronto de marcação. Muitas disputas de bola, por sinal, seguidas de reclamações com a arbitragem. Nessa dinâmica, dois zagueiros foram os que tiveram as melhores chances de abrir o placar.

    As 25, Alan Franco tentou completar um chute errado de Bobadilla, mas mandou para fora. Aos 27, Gustavo Gómez testou certeiro após cobrança de escanteio e obrigou Rafael a fazer uma boa defesa.

    Segundo tempo

    Na volta do intervalo, o Palmeiras voltou em cima do São Paulo. Os dez primeiros minutos foram intensos, ocupando o campo de defesa do rival na maior parte.

    Assim, o time criou chances com Piquerez, que chutou para fora, e ainda teve uma finalização de Lázaro, cortada por Alisson praticamente em cima da linha.

    São Paulo contra-ataca

    Após a quase “blitz” do Palmeiras, o São Paulo se mostrou mais perigoso em um contra-ataque rápido pela esquerda. Luciano tocou, e Calleri finalizou de letra, mas a bola parou na trave, aos 21 minutos.

    Depois do lance, a partida ficou armada para o Tricolor se lançar ao ataque conduzido pela velocidade de Ferreira. A equipe conseguiu avançar no campo em algumas oportunidades, mas o time pecou na finalização. Assim, a partida se encaminhou para o placar de 0 a 0.

    São Paulo 0 x 0 Palmeiras

    São Paulo

    Rafael; Diego Costa, Arboleda e Alan Franco; Igor Vinícius, Bobadilla, Alisson e Welington (Michel Araujo); Luciano (James), André Silva (Ferreira) e Calleri. Técnico: Luis Zubeldía.

    Palmeiras

    Weverton; Marcos Rocha (Mayke), Gustavo Gómez, Murilo e Piquerez (Vanderlan); Aníbal Moreno, Richard Ríos, Estêvão (Luis Guilherme) e Raphael Veiga; Endrick (Rony) e Flaco López (Lázaro). Técnico: Abel Ferreira.

    Acompanhe a CNN Esportes em todas as plataformas

    Este conteúdo foi criado originalmente em Itatiaia.

    versão original