Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    CNN Esportes

    Álvaro Pacheco estreia e já assume culpa em goleada sofrida pelo Vasco

    Português fez o primeiro jogo como comandante cruzmaltino e foi massacrado pelo Flamengo por 6 a 1

    Álvaro Pacheco após o jogo entre Vasco x Flamengo, pelo Campeonato Brasileiro (Maracanã), em 02 de junho de 2024.
    Álvaro Pacheco após o jogo entre Vasco x Flamengo, pelo Campeonato Brasileiro (Maracanã), em 02 de junho de 2024. Fotos: Leandro Amorim / Vasco

    Guilherme Abrahãoda Itatiaia Rio de Janeiro

    Álvaro Pacheco teve a pior estreia possível como novo técnico do VascoDiante do Flamengo, o Cruzmaltino sofreu a maior goleada da história para o rival e ele assumiu a culpa pelo revés.

    Mesmo com apenas uma semana para comandar a equipe, o português fez algumas mudanças na equipe e viu sua equipe ser completamente dominada pelo Flamengo, mesmo saindo na frente no marcador.

    “Aquilo que tenho que dizer, em primeiro lugar, é pedir desculpa. O resultado aconteceu e eu sou o responsável enquanto treinador. Foi um resultado que não queríamos. Aquilo que foram os primeiros minutos, começamos muito bem. Conseguimos equilibrar, fomos capazes de marcar um gol e tivemos chances de fazer o segundo. Depois que sofremos o gol a equipe perdeu um pouco o controle emocional. Tenho que pedir desculpas”, lamentou.

    Mesmo com a goleada sofrida, Pacheco garantiu que seguirá com a mesma convicção e trabalhando mais para melhorar a equipe.

    “Não muda nada na minha convicção, naquilo que vai ser o meu trabalho e na equipe que vai dar orgulho no futuro. Temos que sentir essa derrota que foi um peso e ter a noção do que temos que fazer para nos tornarmos mais fortes”, disse.

    Ele ainda fez questão de elogiar os primeiros 30 minutos do Vasco, que teve boas chances e saiu na frente no marcador.

    “Quando está criando uma identidade nova, aconteceu um imprevisto, eles esqueceram das referências novas e foram para as antigas. A equipe passou a pensar individualmente. Começou a saltar na pressão e a permitir muitos espaços ao Flamengo. Quando ficamos com um a menos, esses espaços ficaram mais evidentes. Novamente, peço desculpas e a culpa é minha. Mas os primeiros 30 minutos foram muito bons para o Vasco”, analisou.

    David fora dos relacionados

    Uma das primeiras decisões de Álvaro Pacheco, que surpreendeu a torcida do Vasco, foi a opção por David fora até mesmo do relacionados. O atacante foi titular na maior parte da temporada.

    “Foi opção tática. Tenho 36 jogadores, só poderia convocar 23 e a questão do David foi opção tática”, resumiu.

    Outra escolha, foi o jovem Rayan no time titular. A surpresa acabou substituída por Rossi, mas desta vez não foi uma escolha tática ou técnica.

    “O Rayan saiu porque sentiu um desconforto na coxa, ele no intervalo disse que sentiu a coxa e que não tinha condição de jogar. Nós treinamos durante estas duas semanas duas capacidades a nível de jogar, ou uma linha de 5 ou uma linha 4, sabíamos que durante o jogo isso podia acontecer”, explicou.

    O Vasco agora terá 11 dias sem jogos e volta a campo no dia 13 de junho, diante do Palmeiras, no Allianz Parque, às 21h30 (de Brasília), pela oitava rodada da competição.

    Acompanhe a CNN Esportes em todas as plataformas

    Este conteúdo foi criado originalmente em Itatiaia.

    versão original