Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    CNN Esportes

    Sport realiza testes de reconhecimento facial para jogos na Ilha do Retiro

    Sport almeja à implementação integral do sistema biométrico de acesso nos jogos na Ilha do Retiro; teste ocorrerá nesta segunda-feira (9)

    Time do Sport comemora gol contra o rival Santa Cruz, na Ilha do Retiro
    Time do Sport comemora gol contra o rival Santa Cruz, na Ilha do Retiro Foto: Reprodução/ Sport Recife

    Daniel Lealda Itatiaia

    No âmbito do processo de modernização que se pretende instalar na Ilha do Retiro nos próximos anos, o Sport realizará, na noite desta segunda-feira (9), no jogo diante da Ponte Preta, testes de reconhecimento facial com torcedores. O clube espera implementar integralmente o sistema biométrico de acesso aos jogos na Ilha do Retiro.

    A iniciativa está sendo desenvolvida pelo departamento de tecnologia da informação do clube conjuntamente com a Imply, empresa que já faz mesmo procedimento, todos em fases de testes, também em três estádios da Série A: a Arena MRV (Atlético), a Ligga Arena (Athletico-PR) e o São Januário (Vasco). Na arena do Palmeiras, o Allianz Parque, a tecnologia já foi implementada e funciona desde maio deste ano.

    O objetivo do Sport com o ingresso via reconhecimento facial é ampliar a segurança dos torcedores, reduzir o tempo de passagem pelas catracas e combater o cambismo, uma vez que será necessário o uso do rosto para compra dos bilhetes, tornando-o únicos e, portanto, intransferíveis.

    A mudança, para ser completa, precisa ocorrer de maneira sistêmica, passando por clubes, entidades e parceiros. Cientes disso, temos reestruturado a instituição, em todos os aspectos: gestão, finanças, relacionamento com o torcedor, categorias de base e infraestrutura e tecnologia. Também queremos promover melhorias na Ilha do Retiro, e a introdução ao reconhecimento facial vai de encontro a essas mudanças.

    destacou o presidente rubro-negro, Yuri Romão.

    “A mudança, para ser completa, precisa ocorrer de maneira sistêmica, passando por clubes, entidades e parceiros. Cientes disso, temos reestruturado a instituição, em todos os aspectos: gestão, finanças, relacionamento com o torcedor, categorias de base e infraestrutura e tecnologia. Também queremos promover melhorias na Ilha do Retiro, e a introdução ao reconhecimento facial vai de encontro a essas mudanças”, destacou o presidente rubro-negro, Yuri Romão.

    De acordo com o Sport, os torcedores que passarão pelo teste já foram contatados. O setor escolhido para a ação de reconhecimento facial será o das cadeiras centrais – portões 2 e 2A. O clube garantiu que está em consonância com as diretrizes da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD).

    Acompanhe CNN Esportes em todas as plataformas