Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    CNN Esportes

    Udinese lança camisa em apoio à luta contra a LGBTfobia; relembre iniciativas similares

    Belgrano, da Argentina, também lançou uniforme com as cores do arco-íris contra "todo tipo de discriminação"

    Cores do arco-íris substituem o tradicional preto da Udinese
    Cores do arco-íris substituem o tradicional preto da Udinese Divulgação/Udinese

    Rafael Serrada CNN

    A Udinese, da Itália, lançou nesta quarta-feira (17) uma camisa especial em apoio ao Dia Internacional de Luta contra à LGBTfobia, celebrado anualmente em 17 de maio. O time irá a campo com o novo uniforme no domingo (21), pela 36ª rodada do Campeonato Italiano, contra a Lazio.

    Segundo o diretor geral do clube, Franco Collavino, a iniciativa é uma forma da Udinese reafirmar seu compromisso pela igualdade e garantias de cidadania.

    Bom exemplo também na Argentina

    Na terça-feira (16), o Belgrano, da primeira divisão argentina, lançou um uniforme preto com detalhes nas cores do arco-íris. No comunicado oficial de lançamento, o clube de Córdoba afirma que sua identidade foi forjada com base na inclusão e demais lutas coletivas contra “todo tipo de discriminação”.

    Relembre iniciativas anteriores

    Cano marcou gol na estreia da camisa especial do Vasco
    Cano marcou gol na estreia da camisa especial do Vasco / NAYRA HALM/AGÊNCIA O DIA/AGÊNCIA O DIA/ESTADÃO CONTEÚDO

    Em 2021, o Vasco lançou um quarto uniforme em homenagem à comunidade LGBTQIA+, com a faixa diagonal multicolorida. O Cruzmaltino venceu o Brusque por 2 a 1 na estreia da camisa, em um jogo que ficou marcado pela cena em que Germán Cano comemora um gol erguendo a bandeira do arco-íris.

    Seis anos antes, o Rayo Vallecano, da Espanha, também lançou um segundo uniforme com as cores do arco-íris. Naquela mesma temporada (2015/16), o clube ligado às classes operárias de Madri também criou uma camisa em apoio ao combate ao câncer de mama, numa iniciativa chamada “O Rayo com os heróis anônimos”.