EUA: Casal é preso após viajar ao Havaí ciente de testes positivos para Covid-19

Estação de Quarentena do Aeroporto de São Francisco recomendou que eles não voassem e se isolassem, mas não foi atendida; os dois pagaram fiança e foram soltos

Andy Rose, da CNN
03 de dezembro de 2020 às 08:26
Casal foi preso nos EUA após viajar para o Havaí infectado por Covid-19
Casal foi preso nos EUA após viajar para o Havaí ciente de diagnóstico positivo para Covid-19
Foto: Divulgação/Departamento de Polícia de Kauai

Um casal do Havaí foi preso no fim de semana após supostamente voar para casa sabendo que ambos tinham testado positivo para Covid-19.

Wesley Moribe e Courtney Peterson, de Wailua, viajaram com uma criança em um voo da United Airlines de São Francisco para Lihue, no Havaí, em 29 de novembro.

De acordo com um relatório preliminar, o casal foi instruído pela Estação de Quarentena do Aeroporto Internacional de São Francisco a não voar e se isolar, disse um comunicado à imprensa do Departamento de Polícia de Kaua'i.

Apesar de estarem cientes dos resultados positivos para o novo coronavírus, eles embarcaram no voo, colocando outros passageiros em risco, de acordo com o comunicado.

Assista e leia também:
Covid-19: EUA batem recorde com 2,6 mil mortes em 1 dia e 100 mil hospitalizados
Agência dos EUA vai diminuir período de quarentena de 14 para 7 a 10 dias
Scott Atlas, consultor de Trump sobre a Covid-19, pede demissão

Moribe, de 41 anos, e Peterson, de 46 anos, foram presos ao chegar em Lihue e acusados ??de colocar outras pessoas em perigo de forma imprudente, disse o comunicado. Eles foram soltos após pagarem fiança de US$ 1 mil (cerca de R$ 5,2 mil, em conversão direta) cada um.

A criança foi entregue aos cuidados de um membro da família e os Serviços de Proteção à Criança foram notificados, disse o comunicado. A relação da criança com os suspeitos não foi revelada.

"Continuamos a solicitar aos visitantes e residentes que sigam as regras de emergência do governador e tomem todas as precauções necessárias para evitar a disseminação da Covid-19", disse o chefe da polícia de Kaua'i, Todd Raybuck, no comunicado à imprensa.

A CNN não conseguiu encontrar as informações de contato nem um advogado do casal até a noite de quarta-feira (2).

(Texto traduzido; leia o original em inglês)