Covid-19 se dissemina para o interior e Índia supera 24 milhões de casos

País registra pelo terceiro dia seguido mais de 4 mil mortes pelo novo coronavírus; nas últimas 24 horas, foram 343.144 novas infecções

Reuters
14 de maio de 2021 às 09:12 | Atualizado 14 de maio de 2021 às 09:41
Índia passou de 24 milhões de infecções por Covid-19
Com mais de 4 mil casos pelo terceiro dia seguido, Índia passou de 24 milhões de infecções por Covid-19
Foto: Mayank Makhija - 13.mai.2021/NurPhoto via Getty Images

O primeiro-ministro da Índia, Narendra Modi, fez um alerta sobre a rápida disseminação do novo coronavírus pelo interior do país nesta sexta-feira (14), quando a contagem oficial de infecções ultrapassou 24 milhões e mais de 4 mil pessoas morreram pelo terceiro dia consecutivo.

A variante B.1.617, altamente transmissível e detectada inicialmente no país, também está se espalhando pelo mundo, e Modi disse que seu governo estava "em pé de guerra" em sua luta contra os contágios.

“O surto está atingindo as áreas rurais com grande velocidade”, disse Modi, dirigindo-se a um grupo de agricultores em uma conferência virtual. "Eu quero mais uma vez alertar todos os agricultores e todos aqueles que vivem nas aldeias sobre o corona[vírus]."

Embora cerca de dois terços dos indianos vivam em cidades e vilarejos rurais onde os serviços de saúde são escassos, foi a primeira vez que Modi se referiu especificamente à disseminação do vírus no campo desde o início da segunda onda da pandemia, em fevereiro.

Os dados do ministério da saúde indiano mostram 4.000 mortes e 343.144 infecções nas últimas 24 horas. Foi o terceiro dia consecutivo com 4 mil mortes ou mais, mas as infecções diárias mantiveram-se abaixo do pico da semana passada de 414.188.

O número total de casos desde que a pandemia atingiu a Índia pela primeira vez, há mais de um ano, ultrapassou 24 milhões e o número de mortos chegou a 262.317.

Mas os especialistas dizem que a falta de testes em muitos lugares, especialmente nas áreas rurais, significa que a contagem oficial subestima grosseiramente a verdadeira escala da crise.

Emissoras locais de TV exibiram imagens de famílias chorando pelos mortos em hospitais rurais ou acampando em enfermarias para cuidar de doentes.

Corpos foram levados às águas do Ganges, o rio que atravessa os estados mais populosos do país, pois os crematórios estão sobrecarregados e a lenha para as piras funerárias é escassa.

"Estamos removendo todos os obstáculos no caminho de quaisquer recursos que precisamos nesta luta", disse Modi. "O trabalho está sendo feito em pé de guerra. Todos os departamentos do governo, todos os recursos, nossas forças armadas, nossos cientistas, todos estão trabalhando dia e noite para combater a Covid juntos."

Modi enfrentou severas críticas por sua liderança durante a crise de saúde, por permitir que uma enorme reunião hindu acontecesse no norte da Índia, em fevereiro, e participar de comícios políticos em abril que foram responsabilizados por fomentar a disseminação da doença para áreas rurais.