Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    6 meses de guerra: ataque no dia da Independência deixa 22 mortos, diz Zelensky

    Presidente ucraniano disse nesta quarta-feira (24) que o ataque russo ocorreu na estação ferroviária de Chaplyne e pelo menos 50 pessoas ficaram feridas

    Danos vistos após ataque relatado na região de Dnipropetrovsk Oblast da Ucrânia /A CNN não pôde verificar esta imagem de forma independente
    Danos vistos após ataque relatado na região de Dnipropetrovsk Oblast da Ucrânia /A CNN não pôde verificar esta imagem de forma independente Dmytro Kuleba/Twitter

    Karen SmithNicholas PearceOlga Voitovychda CNN

    A Rússia realizou “ataques com mísseis em território ucraniano” nesta quarta-feira (24), de acordo com Yuriy Sak, conselheiro do ministro da Defesa ucraniano, Oleksii Reznikov.

    “O agressor […] provou as expectativas que tínhamos e está conduzindo hoje ataques com mísseis em todo o território ucraniano”, disse Sak à Sara Sidner, da CNN.

    Ele disse que a Ucrânia “recebeu avisos sobre a possibilidade de ataques maciços de mísseis” no Dia da Independência da Ucrânia por quase uma semana.

    Esta quarta-feira marca seis meses desde a invasão da Rússia e 31 anos desde que a Ucrânia declarou independência da União Soviética.

    Sak acrescentou que a Ucrânia estava preparada para os ataques porque vivia em uma “atmosfera de terror de mísseis há seis meses”.

    “Em Kiev hoje… já tivemos oito sirenes de ataque aéreo. Em outras grandes cidades da Ucrânia, mesmo aquelas que estão longe do campo de batalha, houve explosões, houve ataques com mísseis”, disse Sak.

    Sak disse que uma criança de 11 anos na região de Dnipro foi morta e que casas residenciais também foram destruídas.

    “O número de ataques, o número de regiões da Ucrânia que são visadas, o número de sirenes de ataque aéreo… isso é anormal, mesmo para nossos padrões”, disse ele.

    Pelo menos 22 mortos

    Pelo menos 22 pessoas morreram e 50 ficaram feridas em um ataque a uma estação de trem em Dnipropetrovsk Oblast, disse o presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, durante declarações ao Conselho de Segurança da ONU hoje cedo.

    O ataque ocorreu na estação ferroviária de Chaplyne e pelo menos 50 pessoas ficaram feridas.

    Zelensky disse que espera que o número de feridos aumente.

    Criança entre as vítimas

    Um menino de 11 anos estava entre os mortos no ataque desta quarta-feira à estação de trem de Chaplyne, em Dnipropetrovsk Oblast, segundo uma publicação do presidente do Parlamento ucraniano, Ruslan Stefanchuk, feita Twitter.

    Ele escreveu: “Recentemente, 15 pessoas, incluindo uma criança de 11 anos, foram mortas durante um ataque com foguete na estação ferroviária de Chaplyne. Cerca de 50 outros ficaram feridos. O que mais é necessário para que o mundo reconheça esse país falso como terrorista? Nós não esqueceremos. Não vamos perdoar.”

    O escritório regional do Serviço de Emergência do Estado na região de Dnipropetrovsk disse que os socorristas da CNN ainda estão trabalhando no local.