Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Alemã de 23 anos que estava em festival eletrônico é encontrada morta após sequestro do Hamas

    Shani Louk, que também é israelense, foi sequestrada durante o evento que ficou marcado pela morte de mais de 260 pessoas no ataque de 7 de outubro do grupo radical islâmico

    Anna Chernovada CNN

    Uma mulher de origem alemã e israelense, Shani Louk, sequestrada por homens pertencentes ao grupo radical islâmico Hamas durante o ataque de 7 de outubro, foi encontrada morta, informou o Ministério das Relações Exteriores de Israel.

    “Estamos arrasados ​​​​ao compartilhar que o corpo da alemã-israelense Shani Louk, de 23 anos, foi encontrado e identificado”, postou o ministério no X, antigo Twitter, nesta segunda-feira (30).

    Louk estava no festival de música eletrônica no sul de Israel, no dia 7 de outubro, quando o Hamas rompeu a fronteira entre a Faixa de Gaza e Israel. Eles bloquearam a estrada para o festival do norte e do sul, antes de invadirem o local a pé. Os militantes cercaram as multidões por três lados, iniciando o ataque aos presentes no festival, forçando-os a fugir pelos campos a leste.

    Mais de 260 corpos foram encontrados no local do festival, segundo o serviço de resgate israelense Zaka, mas, com base na análise da CNN, o número total de mortos pode ser ainda maior.

    Louk foi sequestrada no festival e “torturada e arrastada por Gaza por terroristas do Hamas”, disse o comunicado do Ministério das Relações Exteriores, acrescentando que ela “experimentou horrores inimagináveis”.

    “Que a memória dela seja uma bênção”, dizia o comunicado.