Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Biden convoca líderes do Congresso para discutir aumento do teto da dívida

    Secretária do Tesouro, Janet Yellen, notificou os legisladores que os EUA poderiam deixar de pagar sua dívida até 1º de junho

    Phill MattinglyJeremy DiamondMaegan Vazquezda CNN

    O presidente dos Estados UnidosJoe Biden convocou, nesta segunda-feira (1º), os quatro principais líderes do Congresso, incluindo o presidente da Câmara, Kevin McCarthy, para discutir o aumento do teto da dívida na Casa Branca, após meses de impasse entre o presidente e os deputados republicanos.

    As ligações de Biden vieram depois que a secretária do Tesouro, Janet Yellen, notificou os legisladores que os EUA poderiam deixar de pagar sua dívida até 1º de junho.

    Biden disse aos líderes – o líder da maioria no Senado, Chuck Schumer, o líder da minoria no Senado, Mitch McConnell, o líder da minoria na Câmara, Hakeem Jeffries e McCarthy – que quer discutir em 9 de maio a necessidade de aprovar um projeto de lei para aumentar o teto da dívida.

    Biden não se encontra com McCarthy desde fevereiro. Na segunda-feira, o presidente da Câmara disse que ainda não tinha ouvido falar do presidente sobre as negociações do teto da dívida – apesar do fato de a Câmara ter aprovado um pacote para aumentar o teto da dívida em US $ 1,5 trilhão na semana passada.

    O projeto de lei também inclui cortes de gastos, requisitos de trabalho reforçados em programas de rede de segurança e outras medidas que os democratas não aceitariam.

    Após a aprovação do projeto de lei na Câmara, o presidente disse a repórteres que ficaria “feliz em se encontrar com McCarthy, mas não para saber se o limite da dívida será estendido ou não”. A Casa Branca sustentou que o presidente aceitaria apenas uma proposta para aumentar o limite de endividamento do país.

    McCarthy respondeu aos comentários de Yellen na segunda-feira em um comunicado que dizia: “O relógio está correndo”.

    “Depois de três meses de inação do governo Biden, a Câmara agiu, e há um projeto de lei no Senado neste momento que colocaria o risco de inadimplência de lado”, disse McCarthy. “O Senado e o presidente precisam começar a trabalhar – e logo”.

    Um funcionário da Casa Branca disse à CNN que na reunião proposta com os líderes do Congresso, Biden “enfatizará que o Congresso deve tomar medidas para evitar o calote sem condições e convidou os quatro líderes à Casa Branca para discutir a urgência de prevenir o calote, bem como iniciar um processo separado para lidar com o orçamento e as apropriações do ano fiscal de 2024”.

    A reação do Capitólio destacou que as linhas de batalha partidárias permanecem entrincheiradas sobre o assunto.

    Os senadores republicanos instaram Biden a chegar à mesa de negociações com McCarthy, enquanto os democratas do Senado prometeram que não negociariam com os republicanos o aumento do limite da dívida.

    O líder da minoria no Senado, John Thune, disse que a notícia de que os EUA podem entrar em default em 1º de junho se o Congresso não agir “reforça” a necessidade de Biden negociar com McCarthy.

    Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

    versão original