Brasileiro relata situação em Cancun após furacão

Além do vendaval, chuvas fortes também atingiram a costa do país

Da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

Com ventos de 175  km/h, o furacão Delta tocou nesta quarta-feira (7) o solo na região de Cancún, no México. Além do vendaval, chuvas fortes também atingiram a costa do país.

Autoridades ordenaram a retirada dos turistas da zona hoteleira, moradores também tiveram que deixar as casas, por precaução, e o comércio fechou. 

Quem podia, foi aos supermercados para estocar comida e água. Agora, Cuba e o sul dos Estados Unidos estão em alerta.

Assista e leia também:

Enfraquecido, furacão Delta toca solo no México e segue a caminho de Cancún

Ameaçada pelo furacão Delta, Cancún esvazia hotéis e prepara abrigos

Imagem de satélite mostra área de formação do furacão Delta

Imagem de satélite mostra área de formação do furacão Delta, que levará ventos para regiões do México e Cuba
Foto: Reprodução/CNN (6.out.2020)

Rafael Moura Luiz, dono de uma agência de turismo em Cancún, chegou, inclusive, a abrigar clientes na própria casa.

“Praticamente toda Cancún está sem energia. As bombas de água são elétricas e, quando acaba a luz, ficamos se água. E a energia não tem previsão de voltar”, relatou ele, em entrevista à CNN.

Luiz contou ainda que o governo já havia antecipado que isso aconteceria. “O governo avisou como seria. Chegamos a estocar água e alimentos”, afirmou.

Ele diz também que equipes da Marinha, do Corpo de Bombeiros e do Exército estão trabalhando para “voltar a cidade ao normal”.

Rafael Moura Luiz, dono de uma agência de turismo em Cancún
Rafael Moura Luiz, dono de uma agência de turismo em Cancún
Foto: CNN (07.out.2020)

 

 

Mais Recentes da CNN