Bush diz que ficou chocado com reações à sua amizade com Michelle Obama

Ex-presidente, que lançou um livro de retratos sobre imigrantes, comentou também sobre necessidade de estabelecer um tom mais respeitoso nos EUA com esse grupo

Ex-presidentes George W. Bush e Barack Obama ao lado de Michelle Obama
Ex-presidentes George W. Bush e Barack Obama ao lado de Michelle Obama Foto: David Hume Kennerly via Bank of America/Getty Images

Ariella Phillips, da CNN

Ouvir notícia

 O ex-presidente George W. Bush disse no domingo que ficou “chocado” com a reação das pessoas às suas interações públicas com a ex-primeira-dama Michelle Obama enquanto comentava sobre a amizade entre os dois.

Bush recordou o momento em que os dois se abraçaram na inauguração do Museu Nacional de História e Cultura Afro-americana e quando interagiram no funeral do falecido senador John McCain, em 2018, onde ele compartilhou com ela uma bala.

“O povo americano ficou muito surpreso com o fato de Michelle Obama e eu sermos amigos”, disse Bush em entrevista ao “CBS Sunday Morning”, programa da TV americana. “Os americanos estão tão polarizados em seus pensamentos que não conseguem imaginar George W. Bush e Michelle Obama como amigos.”

 “É uma amizade”, acrescentou a ex-primeira-dama Laura Bush.

Na entrevista, Bush pediu ao Congresso que suavize a “retórica dura” sobre a imigração, acrescentando que espera que isso “estabeleça um tom mais respeitoso” com os imigrantes e leve a mais mudanças nas políticas sobre o tema.

Bush lançou um novo livro de pinturas retratando imigrantes. O ex-presidente disse que a obra, chamada Out of Many, One: Portraits of America’s Immigrants, é uma “voz suave” entre as pessoas que buscam mudanças.

(Texto traduzido. Clique aqui para ler a versão em inglês)

Mais Recentes da CNN