Casos de Covid nos EUA passam de 100 mil em 24 h, maior número em 6 meses

O pico ocorre enquanto a variante Delta se alastra por áreas onde as pessoas não foram vacinadas

Mulher sendo testada para Covid-19 nos Estados Unidos
Mulher sendo testada para Covid-19 nos Estados Unidos Foto: Jane Tyska/Bay Area News Group

Roshan Abraham, da Reuters

Ouvir notícia

Os Estados Unidos atingiram o maior número de casos novos de Covid-19 em seis meses ao passar de 100 mil infecções relatadas na quarta-feira (4), de acordo com uma contagem da Reuters, enquanto a variante Delta se alastra por áreas onde as pessoas não foram vacinadas.

O país registra uma média de sete dias de 94.819 casos, um aumento de cinco vezes em menos de um mês, mostraram dados da Reuters até quarta-feira. A média de sete dias fornece o quadro mais preciso do quão rápido os casos estão aumentando, já que alguns estados só relatam infecções uma ou duas vezes por semana.

 
Nas próximas semanas, os casos podem chegar a 200 mil por dia devido à variante Delta altamente contagiosa, disse o doutor Anthony Fauci, o principal especialista em doenças infecciosas dos EUA, ainda na quarta-feira. “Se aparecer outra que tenha uma capacidade igualmente alta de se transmitir, mas que também seja muito mais grave, realmente podemos estar encrencados”, disse Fauci em uma entrevista à empresa de notícias McClatchy. “As pessoas que não estão sendo vacinadas pensam equivocadamente que só se trata delas. Mas não se trata. Trata-se de todos os outros, também”.

Detectada primeiramente na Índia, a variante Delta responde por 83% de todos os casos novos nos EUA, de acordo com o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC). As taxas de vacinação variam amplamente, de uma alta de 76% entre os moradores de Vermont que receberam uma primeira dose a uma baixa de 40% no Mississippi, e pesquisas mostram que os republicanos são muito menos propensos a se vacinar do que os democratas.

Mais Recentes da CNN