Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Chefe da Otan diz que 18 países vão cumprir meta de gastos militares em 2024

    Jens Stoltenberg disse que os Estados europeus da Otan investirão um total combinado de 380 bilhões de dólares na defesa este ano

    John IrishSabine Sieboldda Reuters

    em Bruxelas

    Dezoito dos 31 países da Otan atingirão a meta de gastar 2% de seu produto interno bruto com o setor defesa em 2024, disse o secretário-geral da Otan, Jens Stoltenberg, nesta quarta-feira (14).

    “Espero que 18 aliados gastem 2% do seu PIB na defesa este ano”, disse Jens Stoltenberg numa coletiva de imprensa em Bruxelas.

    Ele acrescentou que os gastos militares globais devem estabelecer outro ano recorde, à medida que a guerra da Rússia contra a Ucrânia entra em um terceiro ano.

    Os Estados europeus da Otan investirão um total combinado de 380 bilhões de dólares na defesa este ano, acrescentou Stoltenberg.

    A Alemanha cumprirá a meta de 2% neste ano pela primeira vez desde o fim da Guerra Fria.

    Em 2023, era esperado que onze aliados tenham atingido a meta de 2%, de acordo com estimativas anteriores da Otan: Polônia, Estados Unidos, Grécia, Estônia, Lituânia, Finlândia, Romênia, Hungria, Letônia, Reino Unido e Eslováquia.

    Os novos números surgem poucos dias depois do ex-presidente dos EUA, Donald Trump, ter chocado os europeus ao sugerir que os Estados Unidos não protegeriam os aliados que não gastarem o suficiente na defesa contra uma potencial invasão russa.