China captura desertor norte-coreano depois de mais de 40 dias de fuga

Homem de 39 anos havia fugido a nado da Coreia do Norte 2013 e foi preso depois de chegar à China; ele fugiu da prisão no dia 18 de outubro

Prisioneiro norte-coreano em fuga de uma prisão em Jilin, na China
Prisioneiro norte-coreano em fuga de uma prisão em Jilin, na China Reprodução/Redes sociais

Cheryl Hoda CNN

Ouvir notícia

Um desertor norte-coreano que havia escapado de uma prisão no nordeste da China foi recapturado pelas autoridades após mais de 40 dias em fuga durante um inverno rigoroso.

Um homem de 39 anos, identificado pelas autoridades chinesas como Zhu Xianjian, tinha que cumprir apenas mais dois anos para completar sua pena, quando protagonizou uma fuga cinematográfica.

Os documentos judiciais detalham que Zhu era um mineiro de carvão na Coreia do Norte que nadou através de um rio até uma aldeia chinesa na cidade de Tumen, província de Jilin, em 2013. Ele foi preso no final daquele ano e, em 2014, foi condenado a 11 anos de prisão por cruzar ilegalmente a fronteira, e pela prática de furto e roubo.

Ele teve sua deportação para a Coreia do Norte determinada pela justiça chinesa.

Zhu, cuja sentença foi reduzida duas vezes devido ao bom comportamento, libertou-se da prisão na cidade de Jilin em 18 de outubro.

Sua fuga foi registrada em vídeo e inclui o uso de uma corda para danificar uma cerca elétrica e pular de um muro alto. A habilidade de Zhu levou a hipótese de ele ter sido um membro do exército norte-coreano.

As autoridades ofereceram uma recompensa de mais de US$ 23 mil por sua captura e, posteriormente, aumentaram para mais de US$ 100 mil – mais de 350 vezes a renda média mensal dos moradores locais.

No domingo, a polícia de Jilin disse em um comunicado que Zhu foi detido por volta das 10h, horário local, sem fornecer mais detalhes.

Em um vídeo de sua prisão publicado pelo jornal estatal Global Times, um Zhu extenuado é visto sendo carregado pelos braços e pernas por policiais em um cais.

Fuga prisão China / Coreia do Norte
Zhu Xianjian, norte-coreano que chegou à China em 2013 e foi condenado por diversos crimes / Prisão de Jilin

Na filmagem é possível ouvir o fugitivo gemendo enquanto é empurrado para dentro de um carro. Acredita-se que Zhu tenha levado um tiro em uma perna e levado ao hospital para tratamento.

No Weibo, rede social chinesa onde o vídeo viralizou, alguns usuários expressaram surpresa pelo fato de Zhu ter conseguido sobreviver por tanto tempo no frio, com temperaturas caindo abaixo de zero nos últimos 10 dias.

Os desertores norte-coreanos que são enviados de volta ao seu país de origem podem enfrentar graves consequências, incluindo tortura e abuso sexual, de acordo com o Observatório dos Direitos Humanos.

Em sua caçada a Zhu, a polícia prendeu por cinco dias um homem por engano de persegui-lo ao longo de três dias, de acordo com a mídia estatal.

“Meu alívio principal é que, o homem que se parece com ele pode, finalmente, ser colocado em liberdade “, comentou um usuário no post do Global Times sobre a prisão de Zhu.

(Texto traduzido. Leia o original aqui.)

Mais Recentes da CNN