Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    China diz que navio de guerra dos EUA entrou em suas águas territoriais sem permissão

    Militares chineses mobilizaram suas forças navais e aéreas para “rastrear, monitorar e alertar” a embarcação

    Destróier naval é uma espécie de navio de guerra
    Destróier naval é uma espécie de navio de guerra Sun Zifa/China News Service via Getty Images

    Da Reuters

    Os militares chineses disseram neste sábado (25) que um destróier naval americano USS Hopper, um navio de guerra, entrou nas águas territoriais da China sem a aprovação do governo chinês.

    De acordo com uma postagem na conta oficial do WeChat do Comando do Teatro Sul do Exército de Libertação do Povo Chinês, os militares chineses mobilizaram suas forças navais e aéreas para “rastrear, monitorar e alertar” o navio.

    Disseram ainda que o incidente “prova que os Estados Unidos são um verdadeiro ‘criador de riscos de segurança’ no Mar da China Meridional”.

    Este último anúncio surge dias depois de a China ter acusado as Filipinas de recrutar “forças estrangeiras” para patrulhar o Mar da China Meridional, referindo-se às patrulhas conjuntas realizadas desde terça-feira pelas forças filipinas e norte-americanas.

    No início deste mês, os Estados Unidos e a China mantiveram conversações “francas” sobre questões marítimas, incluindo sobre o contestado Mar da China Meridional, e o lado norte-americano sublinhou as suas preocupações sobre as ações chinesas “perigosas e ilegais”, disse o Departamento de Estado dos EUA.