China impede entrada de cientistas da OMS que testaram positivo para Covid-19

Dois membros fazem parte da equipe de cientistas que está viajando para a cidade de Wuhan para realizar pesquisas de campo

Sandi Sidhu, da CNN em Hong Kong e da sucursal da CNN em Pequim

Ouvir notícia

 

Dois cientistas da Organização Mundial da Saúde a caminho da China para investigar as origens da pandemia estão presos em Cingapura após o testarem positivo para anticorpos da Covid-19, disse a agência da ONU em uma série de tweets na quinta-feira.

Os dois membros fazem parte da equipe de cientistas que está viajando para a cidade de Wuhan, no centro da China, para realizar pesquisas de campo.

“Dois cientistas ainda estão em Cingapura completando testes para Covid-19. Todos os membros da equipe tiveram múltiplos testes de PCR e anticorpos negativos para Covid-19 em seus países de origem antes de viajar”, disse a OMS em um tweet na quinta-feira.

Os dois cientistas em Cingapura serão testados novamente para anticorpos e os outros 13 cientistas chegaram a Wuhan na quinta-feira, disse a OMS.

Quando questionado sobre os dois cientistas na quinta-feira, o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, Zhao Lijian, não comentou diretamente, mas disse: “A China seguirá estritamente os regulamentos e requisitos de prevenção de epidemias relevantes e fornecerá suporte e instalações correspondentes para especialistas da OMS que vierem à China para realizar cooperação internacional no rastreamento da origem do vírus. “

A CNN entrou em contato com a Comissão Nacional de Saúde da China para comentar.

Texto traduzido. Clique aqui para ler o original, em inglês.

 

 

Mais Recentes da CNN