Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Civil fornece informações secretas para inteligência ucraniana por aplicativo

    No aniversário da invasão russa, CNN Brasil exibe documentário “The Will to Win - Ucrânia 1 Ano Depois”; programa inédito e exclusivo da CNN Internacional tem apresentação da correspondente de guerra Clarissa Ward e será exibido às 22h45 deste sábado (4)

    Da CNN

    “Se eu notasse algum equipamento ou local onde as tropas russas estavam posicionadas, eu marcava as coordenadas e mandava uma mensagem dizendo que encontrei uma unidade russa.”

    Foi assim que o ucraniano Yvan, de 32 anos, passou de civil a colaborador sistemático da inteligência do governo da Ucrânia. Ele pediu para a CNN não revelar o sobrenome dele por segurança.

    Ele diz que começou a fornecer informações secretas aos serviços de segurança da Ucrânia usando um aplicativo ucraniano chamado DIA. “Eu entendo todos os riscos e o perigo. Mas não tinha alternativa. Se não fizermos isso, quem vai fazer?”

    Como muitos combatentes na Ucrânia, Yvan nunca imaginou que se tornaria um soldado. “Infelizmente, em 24 de fevereiro, a Rússia, por algum motivo, decidiu mudar tudo. Desde então, minha vida mudou muito, levando-me a me tornar um militar”.

    Ucraniano Yvan, de 32 anos, entrevistado no documentário “The Will to Win - Ucrânia 1 Ano Depois” / CNN

    A CNN contará a história de Yvan e muitos outros relatos impressionantes no documentário especial “The Will to Win - Ucrânia 1 Ano Depois”.

    Produzido pela CNN Internacional e com apresentação da jornalista e correspondente internacional da CNN Clarissa Ward, o programa será exibido na CNN Brasil neste sábado, dia 4, às 22h45. A transmissão será pelo canal 577 nas operadoras de TV por assinatura, no sinal aberto em banda kU, no Prime Video e no Youtube (player abaixo).

     

    Clarissa Ward também conversa com um bilionário ucraniano que usou a própria fortuna para financiar soldados voluntários na guerra contra a Rússia.

    “Eu sou um empreendedor. E essa é minha nova empresa, mas ela não foi criada para dar lucro. Foi criada para matar o inimigo”, diz Vsevolod Kozhemyako.

    O documentário mostra ainda uma emocionante entrevista com a sobrevivente de um ataque a um prédio residencial, que perdeu os pais na explosão e, pouco depois, perderia também o namorado, que lutava contra as tropas russas.

    Nastya Shvets, 24 anos, contou à CNN que seu namorado era o homem com quem ela iria se casar e formar uma família. “Ele era um homem de verdade, que podia fazer qualquer coisa, estava pronto para pegar uma estrela do céu só para te fazer sorrir.”

    Dnipro, onde a jovem vive, era considerada uma parte relativamente segura na Ucrânia, desde o início da invasão russa. Até o dia em que a cidade foi arrancada da rotina diária. “As últimas palavras da minha mãe foram ‘Nastya, vá descansar, você precisa trabalhar’”, conta, emocionada.

    Nastya Shvets, 24 anos, entrevistada no documentário da CNN Internacional “The Will to Win - Ucrânia 1 Ano Depois” / CNN

    Hoje, o prédio onde ela morava é um amontoado de concreto e ferro retorcido.

    A jornalista Clarissa Ward também reencontra um casal de paramédicos que havia entrevistado meses antes durante o resgate de um ferido e conversa sobre as expectativas para o futuro.

    (Com informações de Clarissa Ward e de Aline Sgarbi, da CNN)