Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Comboio humanitário tem progresso e se aproxima de cidade ucraniana sitiada

    Assessor do prefeito de Mariupol disse que pelo menos 1.300 civis foram mortos por ataques russos

    Imagens de satélite Maxar mostram destruição de mercearias e shopping centers no oeste de Mariupol, Ucrânia
    Imagens de satélite Maxar mostram destruição de mercearias e shopping centers no oeste de Mariupol, Ucrânia Satellite image (c) 2022 Maxar Technologies/Getty Images

    Tim ListerOlga Voitovychda CNN

    Ouvir notícia

    O governo ucraniano disse neste domingo (13) que um comboio de ajuda humanitária para o porto sitiado de Mariupol, que deixou a cidade de Zaporizhzhia no sábado (12), fez progressos.

    Iryna Vereshchuk, ministra da Reintegração de Territórios Ocupados Temporariamente, disse que “eles estão em Berdyansk agora, movendo-se na direção de Mariupol. Espero sinceramente relatar um resultado positivo à noite”.

    Berdyansk fica a cerca de 80 quilômetros a oeste da cidade sitiada de Mariupol, onde pelo menos 1.300 civis foram mortos desde o início da invasão russa da Ucrânia, disse um assessor do prefeito da cidade na quarta-feira (9). A CNN não pode verificar independentemente esses números de vítimas.

    Vereshchuk disse que a Ucrânia tentará abrir uma série de outros corredores de evacuação no domingo em áreas onde os combates afetaram a população civil.

    Isso inclui esforços para permitir que pessoas da cidade fortemente danificada de Borodyanka, ao norte de Kiev, façam uma rota para o oeste de Zhytomyr. Esforços anteriores para organizar o movimento de civis de Borodyanka para Kiev falharam.

    Também será feita uma tentativa de levar as pessoas dos assentamentos a nordeste da capital para um local seguro. Estes incluem Velyka Dymerka e Svitylnia.

    À medida que os combates aumentam no leste, novas rotas estão sendo abertas para civis que vivem ao redor de Slovyansk, disse Vereshchuk.

    O movimento pelos corredores de evacuação na Ucrânia foi limitado nos últimos dias.

    Depois que a Ucrânia e a Rússia concordaram em vários corredores de evacuação na quarta-feira, o fogo de armas pesadas pareceu ter interrompido algumas rotas.

    E na quinta-feira (10), as autoridades de Mariupol acusaram a Rússia de bombardear o corredor de evacuação designado para evacuar os moradores da cidade.

    Refugiados deixam a Ucrânia por causa da guerra

    Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

    versão original

    Mais Recentes da CNN