Em meio a tensões na Ucrânia, EUA enviam seis jatos para os países bálticos

Movimento acontece em meio ao aumento de forças militares da Otan na Europa oriental

Jatos F-15 norte-americanos
Jatos F-15 norte-americanos REUTERS/Mike Segar

Andrius Sytasda Reuters

Ouvir notícia

Seis jatos F-15 norte-americanos aterrissaram em uma base na Estônia, nesta quarta-feira (26), para um destacamento de uma semana e meia, ao mesmo tempo em que a aliança militar transatlântica da Otan reforça sua presença no lado oriental por conta das tensões com a Rússia na Ucrânia.

A Otan disse na última segunda-feira (24) que está colocando suas forças de prontidão e reforçando a Europa Oriental com mais navios e aviões de guerra, um movimento classificado pela Rússia como uma “histeria” ocidental em resposta ao acúmulo de forças na fronteira com a Ucrânia.

O anúncio de segunda-feira não mencionou o envio de caças norte-americanos à Estônia.

“Os seis caças ficarão até o fim da semana que vem”, disse um porta-voz na base aérea de Amari, na Estônia.

Os F-15s irão aprimorar a missão da Otan de policiamento aéreo do Mar Báltico, afirmou o Comando Aéreo Aliado da Otan.

Estônia, Letônia e Lituânia, os países bálticos que já foram comandados por Moscou, mas que hoje integram a Otan e a União Europeia, não operam caças e dependem da Otan para o policiamento de seus espaços aéreos.

A Otan já havia anunciado anteriormente que a Dinamarca vai deslocar quatro caças F-16 para uma base próxima lituana em Siauliai, na quinta-feira (27).

Mais Recentes da CNN