EUA devem aceitar a não inclusão da Ucrânia na Otan, diz Rubens Barbosa

O especialista CNN avaliou o atual cenário de tensão entra a Rússia e a Ucrânia, e a tentativa de uma saída diplomática para evitar o conflito

Pedro Zanattada CNN

Em São Paulo

Ouvir notícia

Nesta sexta-feira (21), o especialista CNN, Rubens Barbosa, comentou sobre a nova tentativa na busca por uma saída diplomática para as tensões entre Rússia e Ucrânia.

Durante uma reunião entre o secretário de Estado dos EUA, Antony Blinken, e o ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, ambos concordaram em seguir com as negociações para evitar um conflito armado na Ucrânia.

Na avaliação de Barbosa, “as conversas foram positivas e os dois países colocaram as demandas na mesa”. “Dessa forma, estabeleceram alguns pontos em comum. Um deles é a resposta que os Estados Unidos devem enviar por escrito aos russos”, afirmou.

Para o especialista CNN, uma concessão importante deve ser feita, já que “a não inclusão da Ucrânia na Otan deve ser aceita por parte dos Estados Unidos”.

Por fim, Barbosa entende que o movimento seria um reconhecimento daquilo que foi conversado entre Rússia e os EUA no ano de 1989, quando ainda existia o regime soviético.

“Naquele ano, os Estados Unidos concordaram em não expandir a Otan para os países satélites da União Soviética”, disse.

Mais Recentes da CNN