EUA: Vacina da Pfizer funciona para adolescentes, diz o painel do CDC

Alguns estados já começaram a vacinar adolescentes entre 12 e 15 anos

Adolescente é vacinada com imunizante da Pfizer em uma escola de Ensino Médio na Pensilvânia
Adolescente é vacinada com imunizante da Pfizer em uma escola de Ensino Médio na Pensilvânia Foto: Pete Bannan/MediaNews Group/Daily Times via Getty Images

Michael Erman e Manojna Maddipatla,

da Reuters

Ouvir notícia

Os Estados Unidos devem começar a vacinar adolescentes com a vacina da Covid-19 da Pfizer/BioNTech, disseram assessores dos Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos (CDC) na quarta-feira (12), antes de uma votação aguardada pelos estados prontos para começar a vacinar pessoas mais jovens.

A Food and Drug Administration autorizou na segunda-feira (10) a vacina para crianças de 12 a 15 anos, oferecendo alívio aos pais ansiosos para levar seus filhos de volta às escolas e acampamentos de verão. Alguns estados, incluindo Geórgia, Delaware e Arkansas, começaram a oferecer a vacina para adolescentes mais jovens na terça-feira (11).

O Comitê Consultivo em Práticas de Imunização (ACIP) fornece recomendações ao CDC que muitos estados irão considerar quando começarem a administrar a vacina dupla a adolescentes nesta semana.

Um grupo de trabalho concluiu que os benefícios da vacina superam claramente os riscos e recomendou a vacina em uma apresentação na reunião.

Ninguém na faixa etária que recebeu a vacina em um estudo clínico obteve Covid-19, e não houve casos de paralisia de Bell ou reações alérgicas graves, de acordo com a apresentação do grupo de trabalho, que confirmou os dados anteriores.

Cerca de um terço de todos os americanos foram totalmente vacinados de acordo com os dados do CDC. Mas o ritmo da vacinação diminuiu nas últimas semanas.

O lançamento de uma vacina para adolescentes deve ajudar a limitar ainda mais a propagação do vírus em um momento em que mais variantes contagiosas estão circulando, e pode encurtar o caminho para a normalidade dos americanos.

“Eu acho que deveríamos estar na escola completamente, escola totalmente presencial, no outono”, disse a diretora do CDC, Rochelle Walensky, em uma conferência de saúde da CNBC na terça-feira.

As crianças foram consideradas pelas autoridades de saúde como de menor risco de Covid-19 grave, mas ainda podem espalhar o vírus. Mais de 1,5 milhão de casos foram notificados entre jovens de 12 a 17 anos e, à medida que mais adultos são vacinados, os adolescentes representam uma proporção maior do total de casos.

Ajustado para subnotificação, o grupo de trabalho estimou 22,2 milhões de infecções por Covid-19 nos EUA em pessoas de 5 a 17 anos.

A Pfizer está realizando um ensaio separado testando a vacina em crianças a partir dos 6 meses de idade, e disse que espera dados sobre seu uso em crianças de 2 a 11 anos em setembro. Os 2.260 participantes na faixa etária de 12 a 15 anos – metade dos quais recebeu placebo – foram testados como uma expansão do estudo da Pfizer com mais de 46.000 pessoas.

O comitê ouvirá a Pfizer sobre a segurança e eficácia da vacina em adolescentes e considerará as opiniões de alguns funcionários do CDC sobre sua implementação.

Mais Recentes da CNN