Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Ex-presidente dos EUA Jimmy Carter começa a receber cuidados paliativos

    Carter, que completou 98 anos no ano passado, tornou-se o presidente americano vivo mais velho da história após a morte de George HW Bush

    Democrata cumpriu mandato como presidente dos Estados Unidos de 1977 a 1981
    Democrata cumpriu mandato como presidente dos Estados Unidos de 1977 a 1981 REUTERS/Eric Thayer/File Photo

    Aaron PellishShawna Mizelleda CNN

    O ex-presidente dos Estados Unidos Jimmy Carter começará a receber cuidados paliativos, de acordo com um comunicado divulgado neste sábado (18) pelo The Carter Center

    “Após uma série de curtas internações hospitalares, o ex-presidente dos Estados Unidos Jimmy Carter decidiu hoje passar o tempo restante em casa com sua família e receber cuidados paliativos em vez de intervenção médica adicional. Ele tem todo o apoio de sua família e de sua equipe médica”, diz o comunicado.

    Carter, que completou 98 anos no ano passado, tornou-se o presidente americano vivo mais velho da história após a morte de George HW Bush, que morreu no final de 2018 aos 94 anos.

    O 39º presidente do país manteve um perfil público discreto nos últimos anos devido à pandemia de coronavírus, mas continuou a falar sobre os riscos para a democracia em todo o mundo, uma causa de longa data dele.

    Carter venceu o câncer cerebral em 2015, mas enfrentou uma série de problemas de saúde em 2019 e, consequentemente, passou por uma cirurgia para remover a pressão em seu cérebro.

    Seus problemas de saúde o forçaram a desistir de sua tradição de décadas de ensinar na escola dominical na Igreja Batista Maranatha em sua cidade natal, Plains, na Geórgia.

    Fazendeiro de amendoim e tenente da Marinha dos EUA antes de entrar na política, Carter, um democrata, acabou cumprindo um mandato como governador da Geórgia e presidente dos Estados Unidos de 1977 a 1981.

    O ex-presidente é amplamente reverenciado por sua defesa dos direitos humanos. Sua intermediação dos Acordos de Camp David em 1978 com o presidente egípcio Anwar Sadat e o primeiro-ministro israelense Menachem Begin continua sendo fundamental para seu legado.

    Em seus anos pós-presidência, Carter fundou o The Carter Center junto com sua esposa, Rosalynn, na esperança de promover a paz e a saúde mundial. O centro tem trabalhado para promover a democracia monitorando eleições estrangeiras e reduzindo doenças em países em desenvolvimento ao longo dos anos.

    O próprio Carter é voluntário de longa data da Habitat for Humanity.

    Ele recebeu o Prêmio Nobel da Paz em 2002 por seus esforços para promover a paz em todo o mundo.

    Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

    versão original