Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Exército do Equador apreende recorde de 22 toneladas de cocaína

    Governo culpa poderosas gangues de tráfico pela crescente violência no país

    Pacotes de cocaína apreendidos no Equador
    Pacotes de cocaína apreendidos no Equador Forças Armadas do Equador via X

    Da Reuters

    Uma operação militar no Equador descobriu um recorde de 22 toneladas de cocaína, disseram autoridades nesta segunda-feira (22), uma das maiores apreensões de drogas do país, duas semanas após o início de um “conflito armado interno” contra o crime organizado.

    O exército afirmou num comunicado que as drogas, distribuídas em 733 pacotes, eram provavelmente destinadas ao transporte através da Ásia, Europa e Américas. A operação ocorreu após seis meses de planejamento e vigilância, acrescentou.

    As forças armadas do Equador compartilharam no domingo (21) vídeos no X mostrando enormes pilhas de pacotes embrulhados em plástico, alguns com etiquetas mostrando os nomes das principais companhias aéreas em um local na cidade central de Vinces.

    Isto ocorre num momento em que altos funcionários dos EUA visitam o país, em busca de laços mais fortes no combate ao crime em meio a uma crise militar de repressão contra gangues lançada pelo governo do Equador, que existe há dois meses, e que viu mais de 2.700 pessoas serem presas em 13 dias.

    O governo do Equador culpa poderosas gangues de tráfico de cocaína pela crescente violência, incluindo um recente ataque a um hospital, tomada de reféns e a interrupção de uma transmissão ao vivo de televisão por homens armados.

    A apreensão de domingo (21)  ultrapassa as 9,6 toneladas de cocaína descobertas em 2021 atrás de um muro falso na cidade costeira de Guayaquil, destinada ao envio para o México e os Estados Unidos, que as autoridades disseram que poderia render cerca de 450 milhões de dólares.