Número de mortes passa de 50 em explosão de mina na Rússia

Cerca de 285 pessoas estavam no local no momento do incidente, e mais de 200 destas já foram resgatadas

Equipes de resgate tentam retirar todos do local
Equipes de resgate tentam retirar todos do local Reuters

Alexander MarrowTom Balmforthda Reuters

Ouvir notícia

Pelo menos 52 pessoas morreram e dezenas ficaram presas após um incêndio em uma mina de carvão na Sibéria, no norte da Rússia, informaram serviços de emergência e autoridades locais, com uma operação de resgate em andamento que já salvou mais de 200 pessoas.

No momento do incidente, 285 pessoas estavam na mina Listvyazhnaya, disseram as autoridades russas, e 236 foram trazidas à superfície. A operação de resgate segue em andamento.

O governador regional, Sergei Tsivilev, informou que os mortos são 46 mineiros e seis trabalhadores de resgate.

O presidente Vladimir Putin disse que conversou com o governador e autoridades de emergência, e o Kremlin disse que ele ordenou que o ministro de emergências viajasse para a região para ajudar.

“De acordo com dados preliminares, vários trabalhadores sofreram envenenamento por fumaça. O número exato de vítimas está sendo investigado”, disse o setor regional do Comitê de Investigação da Rússia em um comunicado.

O Comitê de Investigação regional disse que três pessoas, incluindo o diretor da mina Listvyazhnaya e seu vice, foram presos sob suspeita de violação das regras de segurança industrial. A televisão estatal disse que os promotores que trabalham no caso acreditam que houve uma explosão de metano.

Dezenas de pessoas foram tratadas no hospital, pelo menos algumas delas por inalação de fumaça. Quatro estavam em estado crítico.

A região produtora de carvão de Kemerovo, cerca de 3.500 km a leste de Moscou, sofreu acidentes fatais de mineração durante anos.

A mina Listvyazhnaya faz parte da SDS-Holding, propriedade da Siberian Business Union, uma empresa privada. O proprietário não fez comentários imediatos.

Outras explosões

Em 2007, a região foi o local do pior acidente de mineração desde o colapso da União Soviética, quando uma explosão na mina Ulyanovskaya matou mais de 100 pessoas.

Em 2010, explosões na mina Raspadskaya da região mataram mais de 90 pessoas. (Reportagem adicional de Anton Kolodyazhnyy, Anastasia Lyrchikova, Gleb Stolyarov e Gabrielle Tétrault-Farber; Edição de Mark Trevelyan e Kevin Liffey)

Mais Recentes da CNN