Juiz nos EUA pede ‘medidas extraordinárias’ para garantir entrega de cédulas

O magistrado considera que estados cruciais estão com lentidão no processamento das cédulas

Caixa de correio do Serviço Postal dos Estados Unidos, em Washington
Caixa de correio do Serviço Postal dos Estados Unidos, em Washington foto-leah-millis-10-ago-2020-reuters

David Shepardson,

da Reuters

Ouvir notícia

O juiz distrital Emmet Sullivan ordenou nesta sexta-feira (30) que o Serviço Postal dos Estados Unidos (USPS) adotasse “medidas extraordinárias” em locais de contagem dos votos para assegurar a entrega no prazo certo de milhões de cédulas antes da eleição presidencial de 3 de novembro.

Leia e ouça também:
Casos de Covid-19 disparam em estados-chave a poucos dias da eleição nos EUA
Quase 80% dos americanos podem votar pelo correio nas eleições de 2020
Podcast: Trump e Biden em busca do eleitor perdido

Sullivan disse que estava tomando medidas em lugares onde o processamento das cédulas enviadas por correspondência por votantes está abaixo de 90% por pelo menos dois dias, entre 26 e 28 de outubro.

A lista inclui estados decisivos como a Pensilvânia, Mississipi e Oklahoma, entre outros.

Mais Recentes da CNN