Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Kim Jong Un comemora os 75 anos da Coreia do Norte e recebe cumprimentos de Putin e Xi Jinping

    Líder russo enviou carta à autoridade norte-coreana e disse que as relações entre os dois países "desenvolveram-se invariavelmente com base no princípio da amizade, boa vizinhança e respeito mútuo"

    Kim Jong Un e sua filha participam de desfile em comemoração aos 75 anos de fundação da Coreia do Norte
    Kim Jong Un e sua filha participam de desfile em comemoração aos 75 anos de fundação da Coreia do Norte KCNA/Reuters

    Gawon Baeda CNN

    Kim Jong Un participou de um desfile paramilitar neste sábado (9) em comemoração aos 75 anos de fundação da Coreia do Norte e recebeu cumprimentos dos presidentes Vladimir Putin e Xi Jinping. As informações são da imprensa local do país.

    O evento teve a presença de forças paramilitares e de trabalhadores industriais, que desfilaram pela Praça Kim Il Sung, em Pyongyang, capital do país.

    Kim compareceu ao desfile com sua filha, que acredita-se chamar Kim Ju Ae, e recebeu cumprimentos em cartas do presidente chinês, Xi Jinping, e do russo, Vladimir Putin.

    Uma delegação chinesa, liderada pelo vice-primeiro-ministro Liu Guozhong, e membros visitantes do Conjunto Acadêmico do Exército Russo Alexandrov também participaram do desfile.

    Ainda de acordo com a imprensa norte-coreana, os diplomatas com base em Pyongyang foram convidados à cerimônia.

    Na carta de Putin, o líder russo escreveu que as relações entre os dois países “desenvolveram-se invariavelmente com base no princípio da amizade, boa vizinhança e respeito mútuo”, acrescentando que acredita que eles irão “ampliar os laços bilaterais em todos os aspectos em de forma planejada, unindo esforços”.

    “Isto está totalmente de acordo com os interesses dos povos dos nossos dois países e contribuirá para garantir a segurança e a estabilidade na Península Coreana e no Nordeste Asiático”, escreveu Putin.

    Já na carta de Xi, o líder chinês disse que o seu país estava “disposto a fortalecer a comunicação estratégica, aprofundar a cooperação a nível de trabalho e promover as relações China-RPDC” com Pyongyang.

    Veja também: Ditador da Coreia do Norte apresenta armas a ministro da Rússia

    Publicado por Amanda Sampaio, da CNN.

    Este conteúdo foi criado originalmente em espanhol.

    versão original