Líder de grupo de resistência afegão diz que aceita negociar com o Talibã

Frente de Resistência Nacional, que ocupa o vale do Panjshir, diz que está pronta para cessar os conflitos caso o Talibã também suspenda os ataques à região

Membros da Talibã patrulham as ruas de Cabul após assumirem o controle de Cabul, a capital afegã
Membros da Talibã patrulham as ruas de Cabul após assumirem o controle de Cabul, a capital afegã Sayed Khodaiberdi Sadat - 16.ago.2021/Anadolu Agency via Getty Images

James Mackenzieda Reuters

Ouvir notícia

O líder do grupo de oposição afegão que resiste às forças do Talibã no vale de Panjshir, ao norte de Cabul, disse neste domingo (5) que recebeu propostas de acadêmicos religiosos para negociar o fim dos conflitos.

Ahmad Massoud, chefe da Frente de Resistência Nacional (NRF, na sigla em inglês), fez o anúncio na página do movimento no Facebook. Mais cedo, as forças do Talibã disseram que lutaram para chegar à capital da província de Panjshir depois de proteger os distritos vizinhos.

“A NRF, a princípio, concorda em resolver os problemas atuais e colocar um fim imediato aos combates e continuar as negociações”, disse Massoud na postagem.

“Para alcançar uma paz duradoura, a NRF está pronta para parar de lutar, desde que o Talibã também suspenda seus ataques e movimentos militares em Panjshir e Andarab”, disse, mencionando o distrito na província vizinha de Baghlan.

Mais cedo, a mídia afegã informou que um conselho de estudiosos religiosos de Ulema pediu ao Talibã que aceitasse fazer um acordo para encerrar os combates em Panjshir.

Mais Recentes da CNN